Cada um tem o Halloween que merece

Por Peu.

“Como estamos perto do Halloween achei que seria legal compartilhar uma história de terror com vocês. Não aconselho pessoas com problemas cardíacos terminarem de ler o texto (mentira, pode ler sim rsrsrs). Essa história é totalmente baseada em fatos reais vividos por mim nesse último final de semana.

‘Era uma bela tarde de sábado e decidimos passar o dia vendo filmes. Estávamos em três, todos preparados para ‘curtir a preguiça’ ou simplesmente ficar sem fazer nada. Prontos para assistir o que a TV tivesse para mostrar, por pior, mais velho e mais repetido que fosse. Até que surgiu a idéia de fazer brownie na panela elétrica.

Durante os comerciais dos filmes minha namorada procurou receitas, reuniu os ingredientes e começou a fazer o tal do brownie. Ela tinha consciência dos riscos que estava correndo e, mesmo com minha falta de confiança, ela decidiu seguir. Seguir por mares nunca antes navegados, tentar fazer o que nem o Pelé fez, explorar a capacidade ante-aderente ao máximo… resumindo, seria a receita mais difícil que já fizemos na panela.

Depois de pouco mais de uma hora na panela, descobrimos o que é o terror!!! Estava tudo grudado, aquele brownie não sairia nunca mais da panela. Após muito esforço conseguimos retirar algumas partes, mas o que ficou parecia fundido com a panela, nem se tivéssemos colocado cimento na receita ela ficaria tão duro. Não tínhamos mais esperança, a panela tinha morrido.

E essa foi a terrível historia do brownie assassino.’

Brincadeira, ela não morreu. Tivemos que ferver a panela com água e sabão e o resto do brownie soltou, foi mais tranquilo do que eu esperava. Mas falando sério, assim que vi a panela e só de pensar no trabalho que ia dar para tirar tudo aquilo, acho que foi mais aterrorizante que qualquer filme que eu tenha visto.

O que sobrou do brownie até que ficou gostoso, mas com certeza não ficou bonito.

pedro

Espero que tenham se divertido. Grande Abraço e até a próxima!!!”

6 total views, 1 views today

    Uma rapaz “de família”, nascido no interior e que veio ainda pequeno pra São Paulo, mas que não deixou o jeito bruto, rústico e sistemático de ser para trás. Trabalho com tecnologia e gosto muito de criar; aliás acho que exercitar a criatividade e botar a mão na massa são a minha praia. Não gosto de fórmulas, receitas, regras e ordens. Acredito que essas coisas limitam nossa capacidade de criar e ir além do que já fizeram. Dizem que sou chato, louco e do contra, mas eu discordo de tudo isso rsrsrs… Sou muito prático. Sou uma tentativa de conciliação entre ser empresário, amigo, dono de casa, cozinheiro, apreciador de cerveja, bom filho e bom vizinho. Mas no final das contas sou apenas mais um cara que gosta muito de estar entre amigos, de musica, cerveja e churrasco.

    3 thoughts on “Cada um tem o Halloween que merece

    1. Maria Helena Goulart de Faria

      kkkkkk….na foto parece carne assada queimada…o que importa é que ficou bom…ficou??? aparência não é nada…e elas enganam…já dizia o ditado….kkkk.

      [Reply]

    2. Stephanie

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK concordo com o final: o que importa é que ficou bom né kk
      adorei a história!
      mas ainda bem que conseguiram salva a panela do brownie assassino!
      Um beijo

      [Reply]

    3. Maria Cleo Goulart

      Hahahahaha !!!!! Amei ,aliás sua panela elétrica tem histórias …..
      Que ótimo que ela não morreu ……..vamos aguardar o próximo capítulo .

      [Reply]

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *