Como fazer uma festa em casa

Uma inspiração simples para festejar na Quarentena

Estamos em Quarentena em casa desde de março e, desde então, já tivemos alguns aniversários por aqui. Para não passar em branco e nem deixar de comemorar, montei uma festinha para o meu cunhado ~ o aniversariante da vez ~ para que a gente pudesse festejar a saúde e a união da nossa família. Veja como fazer uma festa em casa!

Como fazer uma festa em casa

Primeiramente, escolhi o local da ‘festa’: minha varanda. É o espaço que cabe mais pessoas ~ que no caso desta reunião foram 5 ~ confortáveis para comer e aproveitar o dia. Além disso, a varanda é o espaço mais iluminado da casa. Então, podemos aproveitar o dia sem pressa e com iluminação natural. Ainda, tivemos muita sorte porque no dia da comemoração, estava bem sol em São Paulo.

Depois, escolhi os balões. Afinal, festa sem balão não é festa né? Quis trazer uma leveza ao ambiente e, ao mesmo tempo, alegria. Então, comprei um pacote com 50 bexigas transparentes e fitilho branco.

Após encher todas as bexigas, fixei no teto com fita crepe, que não danifica a pintura ou textura da tinta do teto.

Como fazer uma festa em casa

Além de criar um ambiente lindo e festivo, ficou super ‘instagramável’ para uma sessão de fotos. Todos nós aproveitamos para fazer fotos lindas, com um cenário super diferente e sem sair de casa.

Como fazer uma festa em casa
Como fazer uma festa em casa

A produção da mesa deu destaque para os doces:

Mini bolo, fatias de tortas e macaron. Todas as cores dos docinhos em uma mesa com toalha e guardanapo em candy color com talheres dourados. Aquele charme para animar ainda mais a comemoração!

E então, o que achou desta ideia? Em tempos de pandemia, ter saúde para passar o aniversário bem e com a família, é motivo para comemorar!

Aproveite, se joga na criatividade e comemore muito por aí também!

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *