Dolce Gusto x Nespresso: quem vence?

Qual a melhor máquina de cápsulas?

Que comece a batalha. Dolce Gusto x Nespresso: quem vence? Para você, qual a melhor máquina de cápsulas de café? Por aqui, eu aproveitei dois espaços de cantinho do café para apresentar as duas máquinas e deixar para você decidir qual é a sua preferida!

Primeiramente, você precisa conhecer os diversos tipos de máquina que estão disponíveis no mercado. Existe Dolce Gusto, Nespresso e algumas outras marcas que fazem bebidas em cápsulas. Além disso, você precisa entender qual a sua necessidade.

Tanto Dolce Gusto quanto Nespresso oferecem opções compactas ou robustas que também apresentam uma variação de preço de acordo com cada modelo.

A partir daí, é possível começar a sua pesquisa e então, escolher a sua máquina favorita.

No cantinho do café do sítio, nós optamos pela máquina Dolce Gusto Mini Me vermelha e preta. Como sempre estamos em uma quantidade maior de pessoas por lá, fizemos uma escolha democrática: esta máquina prepara além de café outras bebidas como chá, capuccino, chocolate entre outras. Além disso, as bebidas podem servidas ser quentes ou frias.

Batalhe Dolce Gusto x Nespresso: quem vence?

Por outro lado, no meu apartamento em São Paulo, eu tenho a Nespresso CitiZ Vermelha que vem com um aeroccino acoplado junto à máquina.

Esta máquina é meu verdadeiro xodó pois comprei em 2011 logo que saí da casa dos meus pais e ela me acompanha firme e forte até hoje. Para quem gosta de café encorpado do tipo espresso, esta é a opção perfeita.

Batalhe Dolce Gusto x Nespresso: quem vence?

Batalha Dolce Gusto x Nespresso: quem vence?

O preço das cápsulas é bem parecido e é possível encontrar facilmente opções em mercados ou mesmo pela internet. Vale a pena conferir o vídeo para esclarecer algumas dúvidas sobre esta escolha.

Então, clique aqui e vem correndo pro Youtube da Caubi conferir os prós e contras de cada máquina e tirar a sua própria conclusão!

Mas antes, um spoiler: vai ser muito difícil decidir! 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *