Mãos na massa!

Depois do fracasso meu primeiro “faça você mesmo – caixinha de papelão“, fiquei traumatizada, inconformada e insatisfeita. Um dos meus maiores defeitos (sim, considero isso um defeito porque é quase uma neura!) é ser perfeccionista, então decidi melhorar minhas habilidades manuais.

Aproveitei minha última viagem pro interior e decidi fazer aulas de biscuit (conhecido também como “porcelana fria”). Achei que seria uma ótima oportunidade para ser mais delicada e paciente. E estou descobrindo a delícia do artesanato (justo eu, que odiava artesanato!). É realmente muito gostoso fazer e melhor ainda depois que fica pronto! Quase tudo o que eu fiz, dei de presente para a família e todos adoraram! E desde então, não parei mais: revistas, massas e ferramentas. Quando vou a algum lugar de artesanato, fico doida! Até o pinterest está me inspirando. E quando estamos inspirados, noite vira dia e a gente sempre acha um tempo pra encaixar o que gostamos de fazer.

Essa é a minha “bagunça” na mesa da sala com os materiais todos espalhados. As massas coloridas, moldes, estecas e a maleta: assim fica mais fácil pra guardar tudo em um lugar só e transportar por aí (quando vou pro sítio, levo tudo comigo pra me distrair e deixar a criatividade fluir…). Preciso de espaço pra espalhar as coisas e visualizar melhor as ferramentas.

DSC01558

O molde deixa o trabalho mais fácil. Como ainda estou na fase iniciante, prefiro usar formas mais simples e ter um molde pra deixar as formas mais homogêneas. Usar o molde é super rápido e quase não precisa de reparos depois. Depois de usar o molde, dá pra ganhar mais “confiança” pra fazer e criar as próprias formas.

DSC01559

Essas balinhas e o picolé foram feitos a partir do molde básico, um dos primeiros que eu fiz. Atrás, coloquei um imã e deixei secar. Aí passei verniz e ficou mais ou menos com essa carinha (ainda falta uma mão de verniz pra tirar as ranhuras) 🙂 é muito legal para dar de presente ou lembrancinha. Além de fácil de fazer, fica muito fofo! Mas, apesar de pequenos, demoraram quase uma semana para ficar prontos. Então, sempre que for pensar em biscuit, tem que ter planejamento.

DSC01563

Essa bailarina eu fiz pra minha irmã. Foi meu primeiro trabalho sozinha, sem supervisão da professora e sem molde. Parece simples, mas acreditem: esse cabelo de tranças deu o maior trabalho! Sem contar as pernas dobradas… o joelho foi feito umas três vezes rsrsrs… é o trabalho ideal para praticar toda paciência, perseverança e persistência! Mas acho que vale a pena né?

DSC01562

DSC01561

E esse aqui é o mais completo que fiz até hoje. Um pote com cozinheiro 🙂 dei pra minha madrinha de presente, que adorou e já deixou de enfeite. Esse fiz com a ajuda da professora, mas ficou bonitinho né?

Pote

E aí, aprovada no artesanato? Conta aqui o que vocês acharam!

Lição do dia: com paciência e criatividade, a gente chega longe!

242 total views, 3 views today

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    6 thoughts on “Mãos na massa!

    1. Maria Cleo Goulart

      Minha querida ,parabéns seu trabalho esta muito lindo !!
      A bailarina ficou maravilhosa .O meu pote é sucesso …… Estou apaixonada por ele .
      Realmente artesanato e Saúde Mental e mexer com cores melhor ainda
      Mais uma vez Parabéns e vá em frente……..Beijos miiiiiiiil

      [Reply]

      caubi Reply:

      Muito obrigada! Espero estar cada vez melhor 🙂

      [Reply]

    2. Maria Helena Goulart de Faria

      Parabéns!!! fico emocionada em ver seu trabalho finalizado…tudo está ficando muito lindo…
      Só que ainda estou esperando o meu….está secando ainda??? rsrsrs….

      [Reply]

      caubi Reply:

      Calma que seus presentes estão chegando… vai ter um especial de aniversário chegando aí!!!

      [Reply]

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *