O pote de realizações

 

2016 já começou e agora não quero mais saber de fazer promessas. Quero ir atrás de realizações. E não estou falando aqui só daquelas graaaaandes realizações que a gente promete em 31 de dezembro como “vou ter uma vida mais saudável” ou “não vou mais brigar com a minha mãe”.

A partir do momento em que passamos a valorizar os pequenos detalhes e acontecimentos de nossa rotina, eles também passam a ser realizações e pequenas porções diárias de felicidades, o que nos impulsiona a realizar as grandes promessas do ano. Por isso, decidi criar o meu ‘pote de realizações’. Veja como é fácil fazer.

Material necessário:
– Bloco de papel
– Uma caneta
– Um pote ou vaso transparente

Modo de usar: a cada alegria do seu dia que valha a pena ser lembrada no futuro, faça uma anotação em um pedaço de papel, dobre e coloque no pote. No último dia do ano, você pode abrir e conferir tudo o que você viveu ao longo de 2016.

É uma ideia bem simples e que tira da teoria nossas promessas impossíveis de realizar. Este ano já tive algumas alegrias para lembrar: fui ao show da Ivete Sangalo pela primeira vez e fiz mais uma tatuagem, que ganhei de presente de aniversário adiantado da minha mãe <3
Nenhum destes itens estava na minha lista de promessas, mas fiquei muito feliz que aconteceram. E é essa a dinâmica do pote!

Afinal, o que é a vida senão uma soma de bons momentos?

IMG_1652

IMG_1655

IMG_1665

IMG_1667

E aí, gostou da ideia?
Que tal começar com o seu pote ainda hoje? 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, acabou de chegar aos 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *