Os símbolos da Páscoa

A Páscoa está chegando e junto com ela vem a expectativa de encontrar coelhos e ovos por todos os lugares. Mas você sabe o que significam alguns símbolos da Páscoa? Eu confesso que não conhecia muito e, depois de pesquisar, acredito que esta época se torna ainda mais especial.
Veja o que significam alguns símbolos da Páscoa.

Os ovos de Páscoa
O ovo de páscoa é um dos mais tradicionais símbolos desta época e talvez o mais esperado pelas crianças.

Nas culturas pagãs, o ovo trazia a ideia de começo de vida. Os povos costumavam presentear os amigos com ovos, desejando-lhes boa sorte. Os chineses já costumavam distribuir ovos coloridos entre amigos, na primavera, como referência à renovação da vida.

Já os cristãos do oriente foram os primeiros a dar ovos coloridos na Páscoa simbolizando a ressurreição, o nascimento para uma nova vida. Nos países da Europa costumava-se escrever mensagens e datas nos ovos e doá-los aos amigos. Em outros, como na Alemanha, o costume era presentear as crianças. Na Armênia decoravam ovos ocos com figuras de Jesus, Nossa Senhora e outras figuras religiosas.

A substituição dos ovos de animais pintados por ovos de chocolate, pode ser justificada pela proibição do consumo de carne animal, por alguns cristãos, no período da quaresma, tornando a tradição do chocolate popular até os tempos de hoje.

Durante as festividades, para comemorar o início da primavera e a época de plantio, os ovos eram cozidos, pintados e presenteados, para representar a fertilidade e a vida.

O ovo da páscoa simboliza nascimento, renovação periódica da natureza, cuja imagem aparece agregada ao coelho, que representa a fertilidade e multiplicação.

Coelho da Páscoa
O coelho de Páscoa tornou-se o símbolo da fertilidade e da vida, por causa de sua capacidade em se reproduzir em grandes ninhadas.

Está relacionado com a Páscoa por representar a esperança de vida na Ressurreição de Jesus Cristo.

Vários povos da antiguidade já consideravam o coelho como símbolo da fertilidade, pois com a chegada da primavera, eram os primeiros animais a saírem de suas tocas.

E assim, o coelho tornou-se popular junto com o ovo nas tradições de família no domingo de Páscoa e a partir destas histórias, surgiram as brincadeiras que passam pelas gerações cheias de crenças, amor e união.

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *