Mesa posta: cactos e suculentas

Hoje o dia começa com novidade por aqui! Na coluna ’em casa’ vou compartilhar um pouquinho mais sobre uma das minhas paixões: a mesa posta.

A minha ideia é postar sugestões e inspirações de mesas fáceis e descomplicadas, porém cheias de charme e bom humor para que você possa reproduzir por aí também e deixar a sua refeição com muita cor para receber seus convidados à mesa.

Então, vamos começar com uma mesa de café da manhã que eu montei no sítio para receber o dia junto com a natureza e o nascer do sol. O tema escolhido desta vez foi cactos e suculentas para entrar no clima de plantas.

Escolhi os tons de verde e rosa para começar a trabalhar. Com jogos americanos com estas cores e pratos temáticos de cactos e suculentas ~ comprados no Sam’s Club ~ o destaque ficou para os guardanapos em pink e os vasos com cactos e suculentas pela mesa. Servi uma mesa para duas pessoas, então foi possível preencher os espaços com vasos de um lado para decorar e garrafas de suco e bowls do outro lado para servir.

Como não tinha talheres em cores iguais para combinar, resolvi brincar com as cores e em um lugar os talheres escolhidos foram rosa e no outro, branco. E este é um dos pontos mais importantes para mim ao decorar a mesa: não existem regras. Você pode misturar as cores e as peças que você já tem em casa. O fator mais importante para fazer uma mesa posta é decorar com muito amor, pensando nos detalhes e nos convidados.

Ao lado direito de cada prato, coloquei mini pratinhos decorados para servir de apoio aos talheres além de dar um tom divertido à mesa.
As taças escolhidas foram transparentes para neutralizar as cores dos pratos, guardanapos e talheres.

E que tal acrescentar itens de jardinagem para decorar o espaço? Usei as mini pás de plantio ao lado para representar a ideia de jardim à mesa.

E usando a mesma linha dos talheres diferentes, quis brincar também com os pratos rasos. Utilizando a paleta de cores rosa e verde, misturei os pratos nestas cores, deixando uma mesa divertida e colorida.

E aí, o que achou desta mesa para começar muito bem o dia? Conta aqui 🙂

    Vídeo novo: Mickey 90 anos

    Atenção amantes do Mickey: este vídeo é para vocês. Desembarcou em São Paulo a Exposição Mickey 90, que celebra os 90 do nascimento do ratinho mais amado do mundo!

    Apresentada pelo Ministério da Cidadania e Bradesco Seguros, a exposição fica em exibição até o dia 21 de abril e acontece no Espaço JK, no 3º Piso do Shopping JK Iguatemi em São Paulo.

    Voltada para todos os públicos e idades, a exposição com mais de 840 m2 celebra o legado e a história de Mickey Mouse por meio de 12 ambientes imersivos e interativos, além de uma loja.

    Ao final da exposição, o visitante tem acesso à uma loja com diversas opções de produtos licenciados, incluindo diversas peças de decoração e vestuário feitas à mão pelas artesãs da Orientavida, que também estarão na loja produzindo pelúcias personalizadas para o público. A venda dos produtos Orientavida terá sua renda revertida para a ONG, que tem como missão solucionar a vulnerabilidade de mulheres e famílias de baixa renda por meio de capacitação de mão de obra feminina.

    Venha conhecer um pouquinho deste passeio. Aperte o PLAY e vem comigo!

    Data: 18 de janeiro a 21 de abril
    Local: Espaço de Eventos, 3º Piso
    Horários:
    De terça a sexta-feira das 14h às 22h
    Sábados das 10h às 22h
    Domingos das 11h às 21h
    Preços:
    De terça a quinta-feira ingresso inteira: R$35 e meia entrada: R$17,50
    Sexta-feira, sábado e domingo ingresso inteira: R$45 e meia entrada: R$22,50

    Você pode comprar os ingressos pessoalmente na bilheteria ou clicando aqui.

    Corre e visite esta exposição 🙂

      Salada de quinoa com abacate

      Que tal preparar a quinoa de um jeito diferente, super nutritivo e saboroso? Testei por aqui este grão na versão salada com cebola roxa, abacate e tomate e ficou deliciosa além de super fácil de fazer.
      E como acompanhamento, fiz um hambúrguer de salmão com balsâmico. Veja o passo a passo para experimentar esta receita por aí também:

      Ingredientes:
      1 xícara de chá de quinoa cozida
      1/2 tomate picado
      1/2 cebola roxa picada
      1 colher de sopa de cebolinha verde picada
      1/2 limão siciliano espremido
      6 tomates cerejas picados
      Sal, pimenta e azeite a gosto

      Modo de fazer:
      Prepare a quinoa igual arroz. Frite um pouco de alho e cebola em um pouco de azeite, coloque a quinoa bem lavada e escorrida e acrescente a água quente na proporção indicada (2 partes de água para 1 de quinoa).
      Tempere com sal a gosto e deixe cozinhar de 15 a 20 minutos ou até secar a água.

      Em seguida, misture todos os ingredientes à quinoa cozida, deixando o abacate por último.  Finalize com azeite e sal. Está pronto para servir. Bom apetite!

      E aí, o que achou desta receita? Conta aqui 🙂

        Sobre a quinoa

        Para quem me acompanha há um tempo por aqui e pelo instagram (se não conhece, siga a @casadacaubi) já viu que estou tentando mudar os meus hábitos alimentares. Não está sendo nada fácil para quem é fã de carteirinha de pizza, macarrão e pão francês, mas, aos poucos, a gente vai aprendendo a gostar de alimentos diferentes e mais saudáveis e descobre que comer bem pode ser gostoso.

        Uma descoberta nessa minha nova fase foi a quinoa. Sempre torcia o nariz para experimentar, mas depois que aprendi algumas receitas e todas as propriedades positivas deste ingrediente, comecei a gostar.

        A quinoa é uma semente nativa da Cordilheira dos Andes e é utilizada desde os tempos dos Incas. Ela é conhecida como ‘grão de ouro’ por ser considerado um alimento rico em nutrientes e pode ser encontrado no mercado em grão, farinha ou em flocos.

        Ela é da mesma família do espinafre e é muito rico em fibras, proteínas, vitaminas do complexo B, cálcio, ferro e antioxidantes. A quinoa não contém glúten e é um dos alimentos mais complexos que existem.

        Cada 100 gramas de quinoa contêm 15 g de proteínas, 68 g de carboidratos, 9,5 mg de ferro, 286 mg de fósforo, 112 mg de cálcio, 5 g de fibras e 335 calorias. Ela pode substituir o trigo na produção de farinha, a soja na produção de óleo, o  milho para biodiesel e o arroz na alimentação.

        A quinoa ajuda para quem quer ganhar massa magra e perder peso. Ela é fonte de fibras que fazem com que a liberação de glicose no sangue ocorra mais lentamente, o que evita os picos glicêmicos. Com isso, há um menor acúmulo de gordura no corpo, além de haver um prolongamento da sensação de saciedade.

        Um dos pontos mais importantes antes de consumir a quinoa é a sua higienização. A quinoa contém saponina, o que deixa o grão mais amargo. Antes de cozinhar, coloque a quinoa em uma peneira bem fina e deixe a água escorrer bem, mexendo com os dedos de vez em quando. Depois de lavado, o grão está pronto para o consumo.  

        Para quem me acompanha há um tempo por aqui e pelo instagram (se não conhece, siga a @casadacaubi) já viu que estou tentando mudar os meus hábitos alimentares. Não está sendo nada fácil para quem é fã de carteirinha de pizza, macarrão e pão francês, mas, aos poucos, a gente vai aprendendo a gostar de alimentos diferentes e mais saudáveis e descobre que comer bem pode ser gostoso.

        Uma descoberta nessa minha nova fase foi a quinoa. Sempre torcia o nariz para experimentar, mas depois que aprendi algumas receitas e todas as propriedades positivas deste ingrediente, comecei a gostar.

        A quinoa é uma semente nativa da Cordilheira dos Andes e é utilizada desde os tempos dos Incas. Ela é conhecida como ‘grão de ouro’ por ser considerado um alimento rico em nutrientes.

        Ela é da mesma família do espinafre e é muito rico em fibras, proteínas, vitaminas do complexo B, cálcio, ferro e antioxidantes. A quinoa não contém glúten e é um dos alimentos mais complexos que existem.

        Cada 100 gramas de quinoa contêm 15 g de proteínas, 68 g de carboidratos, 9,5 mg de ferro, 286 mg de fósforo, 112 mg de cálcio, 5 g de fibras e 335 calorias. Ela pode substituir o trigo na produção de farinha, a soja na produção de óleo, o  milho para biodiesel e o arroz na alimentação.

        No próximo post vai ter uma receita deliciosa com quinoa, não perca! 🙂