10 dicas para cultivar suculentas em casa

Para quem acompanha as redes sociais do blog ~ se você ainda não me achou no instagram, dá uma olhada em @casadacaubi ~ sabe que eu amo plantinhas, em especial as suculentas.

As suculentas são plantas que acumulam água em suas folhas, por isso a principal característica dessa espécie é ter as folhas e caules bem gordinhos e é daí que vem o nome “suculenta”.

Além de enfeitar a casa, estas plantas são bem resistentes e muito fáceis de cuidar além da versatilidade para plantar em qualquer lugar. As suculentas são plantas que precisam de muita luminosidade e pouca água, ou seja, não precisam de muito cuidado para crescerem.


Veja aqui 10 dicas para ter suculentas lindas, saudáveis e produtivas em casa:

1. Plante sua suculenta em um ambiente bem drenado, seja vaso, xícara, terrário, etc. É importante preparar muito bem a terra para que sua suculenta dure o máximo possível onde você for plantar, mesmo que não seja um vaso com furo embaixo. Monte o vaso nesta ordem: cascalho, um pedacinho de TNT, substrato, terra e suculenta, finalizando com musgo ou pedrinhas ornamentais.

2. Como as suculentas são plantas do deserto, elas preferem a terra seca. Regue com o intervalo mínimo de 7 dias, sempre checando com os dedos a umidade da terra. Se estiver úmida, não regue.

3. Utilize um conta gotas ou seringa para regar suas suculentas e nunca encharque de água no vaso pois as raízes podem apodrecer. Por aqui, eu utilizo um conta gotas para não exagerar na água, sempre acompanhando também a temperatura externa.

4. Suculentas gostam de sol e de luz e a maioria delas precisa de iluminação direta. Se você mora em apartamento, deixe as plantinhas próximas a janelas ou sacadas.

5. Preste atenção na iluminação pois elas não vão sobreviver em locais com pouca luz como banheiros, estantes e prateleiras internas ou mesas de centro na sala.

6. Se alguma ‘folha’ da suculenta cair durante o manuseio, não fique triste. É só colocar na terra ~ pode ser no mesmo vaso ou em um novo ~ com a pontinha enfincada que em breve ela vai criar raízes e crescer novamente, gerando outra suculenta.

7. Suculentas precisam de mais cálcio do que as plantinhas de sombra. Este nutriente pode ser encontrado na casca do ovo e pode deixar os caules mais duros e resistentes ao vento. Se você perceber certa fraqueza nas suas suculentas, triture as cascas de um ovo no liquidificador e jogue o pó na terra.

8. As suculentas precisam ficar apenas com as plantinhas do mesmo tipo ~ suculentas ou cactos. Não misture plantas de muita rega que as suculentas vão eventualmente acabar morrendo afogadas.

9. Se a plantinha estiver com folhas envelhecidas ou sujas, manuseie com cuidado e sempre com a ajuda de um pincel. Apesar de resistentes, as suculentas são plantinhas delicadas e qualquer movimento brusco pode arrancar suas folhas.

10. Use sua criatividade. As suculentas são plantas que podem ser cultivadas em diferentes vasinhos e se reproduzem muito rápido. Abuse das cores e crie seu jardim!

    Pão de 10 dobras

    Entre uma postagem e outra nas redes sociais, conheci o pão de 10 dobras no perfil do instagram @jantinhadehoje e logo quis testar por aqui! Esta é uma receita do Projeto Banquete e além de utilizar pouquíssimos ingredientes, é muito fácil de fazer e o resultado é surpreendente: ficou um pão crocante por fora e macio por dentro.

    Vale a pena testar por aí. Veja o passo a passo para experimentar.

    Ingredientes:
    500 g de farinha de trigo
    350 g de água (aproximadamente 1 xícara e 1/2)
    10 g de sal (2 colheres de chá rasas)
    5 g de fermento biológico seco

    Modo de fazer:
    Misture todos os ingredientes em uma tigela até que incorpore bem mas não precisa sovar, apenas misture.

    Cubra com um pano e deixe crescer por 10 minutos. Passado o tempo, faça dez dobras na massa, pegando da parte debaixo e “dobrando” para cima de forma que o ar seja incorporado a mesma. Repita esse processo mais 3 vezes: descanso de 10 minutos + 10 dobras. Ao todo esse processo deve ser repetido 4 vezes.

    Quando finalizar a última dobra, deixe o pão crescer por 1 hora.

    Preaqueça o forno em temperatura máxima enquanto você prepara o próximo passo. Boleie seu pão acrescentando farinha somente o necessário para ajudar a dar forma. Como a massa é um pouco mole, trabalhe com farinha na bancada mas sem acrescentar muita quantidade.

    Depois de dar o formato, forre uma panela de ferro, que possa ir ao forno com tampa, com papel manteiga, salpique farinha e coloque a massa.
    Deixe crescer por 40 minutos (o forno deve continuar ligado).

    Então, tampe a panela e leve ao forno reduzindo a temperatura a 200º. Deixe com a tampa nos primeiros 25 minutos, depois retire com cuidado e deixe por mais 20 minutos aproximadamente ou até que o pão esteja assado e corado. Retire do forno e deixe esfriar. Está pronto para servir!

    E aí, o que achou do resultado?? Conta aqui 🙂

      Receita do dia: quiche de queijo minas

      Que tal começar o dia com uma receita deliciosa e super leve para o verão? Esta quiche de queijo minas foi uma das opções da ceia de Ano Novo por aqui e fez o maior sucesso.

      Minha prima fez pra família esta receita que é ideal para servir a qualquer hora do dia e é tão versátil que pode ser quente ou fria, dependendo da ocasião ou da temperatura.

      Vem ver como fazer esta delícia para surpreender seus convidados com uma apresentação linda em um prato simples e super gostoso .

      Para a massa
      Ingredientes:
      2 xícaras de chá de farinha de trigo
      150 g de manteiga gelada em cubos
      5 colheres de sopa de água gelada
      1 colher de chá de sal

      Modo de fazer:
      Numa tigela misture a farinha com o sal. Junte os cubos de manteiga e misture com as pontas dos dedos até formar uma farofa. Acrescente a água gelada aos poucos, uma colher por vez, misturando com as mãos até conseguir formar uma bola – evite trabalhar demais a massa, deixe pontinhos de manteiga ainda aparentes para a massa ficar bem crocante.

      Embrulhe a massa em filme plástico e leve para a geladeira por pelo menos 1 hora (se preferir, prepare a massa no dia anterior).

      Preaqueça o forno a 200 °C (temperatura média) e separe uma fôrma com fundo removível de 20 cm de diâmetro (quanto mais alta, melhor!).

      Retire a massa da geladeira, disponha sobre a bancada polvilhada com farinha de trigo. Polvilhe um pouco de farinha sobre a massa e abra com um rolo até formar um círculo suficiente para cobrir o fundo e laterais da fôrma. Enrole a massa sobre o rolo e transfira para a fôrma. Com as pontas dos dedos, pressione delicadamente a massa para cobrir todo o fundo e lateral da fôrma. Passe o rolo sobre a borda para cortar o excesso de massa. Leve a fôrma com a massa para a geladeira por mais 10 minutos enquanto o forno aquece.

      Corte um círculo de papel-manteiga um pouco maior que a fôrma, coloque sobre a massa e preencha com grãos de feijão cru – eles servem de peso e evitam que a massa infle e quebre ao assar. Leve ao forno por cerca de 20 minutos para pré-assar. Enquanto isso, prepare o recheio.

      Para o recheio
      Ingredientes:
      500 g de queijo minas frescal
      2 colheres de sopa de manteiga derretida
      5 ovos
      1 ½ xícara de chá de leite integral
      2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
      1 colher de chá de sal
      Noz-moscada ralada na hora a gosto
      Pimenta-do-reino moída na hora a gosto

      Modo de fazer:
      Se estiver fazendo o recheio enquanto a massa está pré-assando, depois de tirá-la do forno, reduza a temperatura para 180 °C (temperatura média). Caso contrário, preaqueça o forno. 

      Em um prato, amasse o queijo-de-minas com um garfo. 

      Numa tigela, bata bem os ovos com um garfo. Junte o leite, o queijo amassado, a manteiga derretida (pode ser no micro-ondas) e mexa até a mistura ficar homogênea. 

      Tempere com noz-moscada, pimenta-do-reino e sal. Atenção, a quantidade de sal varia de acordo com o queijo: se ele for salgadinho, 1 colher (chá) de sal é suficiente. Se ele for sem sal, pode acrescentar um pouquinho mais. 

      Na massa pré-assada, polvilhe 1 colher (sopa) do parmesão. Regue com o creme de ovos – ele fica bem líquido, é assim mesmo. Por último, polvilhe com a colher (sopa) de parmesão restante. 

      Com cuidado para não derramar o recheio, leve a torta ao forno para assar por cerca de 50 minutos, até que a superfície fique dourada. Retire do forno e deixe esfriar e firmar por 15 minutos antes de servir. Se preferir, sirva à temperatura ambiente. Para aquecer a quiche, cubra com papel-alumínio e leve ao forno preaquecido por 15 minutos.

      Bom apetite!

      E aí, o que achou do resultado? Conta aqui 🙂

        Flor de figo com cream cheese e parma

        Que tal surpreender seus convidados da ceia de Ano Novo com uma receita super diferente e fácil de fazer? A flor de figo com cream cheese e parma é uma verdadeira explosão de sabores e foi um sucesso por aqui quando fiz o teste da receita. Veja o passo a passo para repetir por aí também!

        Ingredientes:
        1 caixa de figos (8 unidades)
        150g de cream cheese
        5 fatias de presunto parma
        5 nozes grosseiramente picadas
        Pimenta rosa e alecrim para decorar

        Modo de fazer:
        Corte os figos em 4 partes, mas sem chegar a faca até o final. A ideia é que quando você partir ele se “abra” como uma flor e fique com a sua base fixa sem se soltar.

        Disponha os figos sobre uma cama de fatias de presunto parma em uma tábua e em seguida faça o recheio dos figos com uma colher de cream cheese em cada um deles.

        Decore com pequenos pedaços de parma e acrescente as nozes, a pimenta e o alecrim.

        Está pronto para servir!

        Se você é vegetariano, não tem problema. É só substituir o presunto parma por qualquer fatia de queijo de sua preferência: a receita também ficará uma delícia!

        Me conta aqui o que achou 🙂

          Um caminho de muita luz

          A noite de Ano Novo está chegando… que tal começar 2019 com muita luz e muito brilho?

          Essa ideia é super fácil e barata e vai deixar o cantinho da sua festa muito brilhante.

          Com potes de vidros usados ~ palmito, geleia, molho de tomate e garrafa de vinho ~ é possível reciclar e decorar.

          Depois de lavados, passei cola branca ao redor e em seguida coloquei glitter em pó de cores variadas e com velas dentros dos vidros, temos castiçais super charmosos e personalizados para a mesa de Ano Novo.

          O charme extra ficou por conta da garrafa de vinho, que levou glitter na parte de dentro e na parte de fora foi decorada com cera de vela branca. Aí coloquei luzes a pilha para destacar o conteúdo brilhante.

          Veja abaixo o resultado e se inspire para deixar seu Ano Novo lindo também sem gastar muito.

          Que tal começar o ano com muita luz e muito brilho!? O que achou dessa ideia? Conta aqui!