Como cultivar hortelã em casa

 

Um dos melhores hábitos que desenvolvi aqui em casa foi ter a minha própria horta. Faz toda a diferença na cozinha ter temperos frescos, além de alegrar e colorir o ambiente né? E uma das minhas plantinhas favoritas que cultivo na minha horta é o hortelã.

Muito versátil, o hortelã pode ir em receitas doces, salgadas e fazer aquele chá para aquecer o frio do inverno. Além disso, o seu o pé deixa o ambiente muito cheiroso. Mas não podemos apenas ter um vasinho para enfeitar; é preciso cuidar muito bem dele para que ele cresça saudável e resista bem às adversidades para ficar forte e estar sempre brotando.

Por isso, separei algumas dicas que acho interessante compartilhar para deixar seu pé de hortelã sempre lindo:

  1. Um pé de hortelã precisa de muito espaço para se desenvolver, por isso não pode ser plantado em vasos muito pequenos ou dividir seu espaço com outras plantas. Deixe sempre ele sozinho.
  2. Escolha um vaso com furos de drenagem no fundo. A hortelã cresce muito melhor em solos bem drenados.
  3. A hortelã deve sempre estar com a terra úmida, portanto é importante regar a plantinha todos os dias. No calor, fique de olho: às vezes é preciso regar duas vezes.
  4. Ela se desenvolve muito bem na claridade. Mantenha seu pé de hortelã perto do sol mas cuidado com o sol quente do período da tarde para não exagerar na dose. Não deixe seu pé de hortelã exposto ao vento.
  5. Corte frequentemente sua plantinha para que ela continue a crescer forte e que possa manter o sabor e aroma das folhas. Mas, cuidado: não corte mais do que um terço das folhas de uma só vez.

Com essas dicas é possível manter seu pé de hortelã próspero e saudável para que ele possa enfeitar a casa e ajudar na preparação de suas receitas culinárias.

E aí, o que achou destas dicas?
Conta aqui 🙂

    Artisan Mini, o lançamento da Kitchenaid

     

    Hoje é um dia super especial para os amantes da Kitchenaid. Fui convidada para conferir um super lançamento da marca e pude ver de pertinho a novidade: a batedeira Artisan (que a gente tanto ama) ganhou uma versão Mini. Isso mesmo! A versão Mini é 25% mais leve e 20% mais compacta já está disponível para venda no mercado brasileiro.

    Com 10 velocidades, ela é ideal para preparar receitas práticas, com alta performance e economia de espaço. Sua capacidade é suficiente para misturar até 1 bolo, 24 muffins, 60 cookies e uma receita de pão, por exemplo. Além disso, acopla mais de 10 acessórios, vendidos separadamente, que permitem o preparo de receitas como: bolos, massas, sorvetes, sucos e legumes espiralizados, além de diversos cortes de legumes e frutas. Os acessórios para batedeiras Kitchenaid são universais e se encaixam em todos os tamanhos da marca.

    Este lançamento está disponível na cor inédita Hot Sauce (127v e 220v), um vermelho alaranjado que traz um toque de alegria às cozinhas contemporâneas, e no moderno  tom Matte Black (127v), um preto fosco que combina com o estilo industrial e minimalista na decoração. Sua tigela tem capacidade para 3,3 litros e inclui um fouet para misturas aeradas, uma pá plana que é ideal para massas densas e ainda um gancho para sovar massas mais pesadas.

    A Artisan Mini será vendida no Brasil a R$ 2.199 e chega ao mercado para provar que tamanho não é sinônimo de potência. Com seu charme compacto, ela promete ser a estrela da cozinha de pessoas práticas que não abrem mão do prazer de cozinhar no dia a dia e criar grandes experiências na cozinha. Preciso confessar: fiquei realmente apaixonada por este modelo!

    Para conferir mais detalhes da batedeira, acesse o site da Kitchenaid clicando aqui.

      Arraiá em casa: como organizar uma festa junina barata e colorida

       

      E chegou a época do ano que a gente tanto ama: os arraiás! Por aqui, organizar festa junina já virou tradição de família. Há cinco anos, minha família se reúne na casa do meu tio na praia para um final de semana super animado cheio de comidas típicas, brincadeiras e muita diversão.

      Este ano não foi diferente: nos reunimos, cada membro da família levou seu prato, sua prenda e o clima esquentou! Veja abaixo algumas das delícias típicas que preparamos por lá e se inspire para organizar a sua festa!

      Com uma mesa de doces juninos, foi difícil resistir a tantas delícias: doce de leite no potinho com chapéu caipira, brigadeiro de chocolate a paçoca (a receita do brigadeiro de paçoca você encontra clicando aqui) e arroz doce ~ também tem receita no blog.

      E a decoração foi uma atração à parte: uma mistura de cores e detalhes que deixou tudo ainda mais charmoso. Com uma toalha de chita, foi fácil alegrar a mesa. Algumas flores amarelas para dar aquele ponto de alegria nos cantos específicos, um vidro de palmito usado virou potinho para colocar canudos de papel com bandeirinhas e o caixote virado de ponta cabeça serviu como bandeja para os brigadeiros.

      Inicialmente feitos no copinho descartável, os brigadeiros de paçoca foram colocados em forminhas de papel imitando fogueiras. Além disso, na colhezinha de lacinho coloquei retalhos de tecidos coloridos para ficar rústico e alegre ao mesmo tempo. Olha como ficou:

      E que tal servir o arroz doce de um jeito diferente? Coloquei essa porção no copo americano enrolado com um retalho de tecido cortado grosseiramente, que ficou preso ao copo por um nó e um mini prendedor de varal. Para complementas, que tal pau de canela e pé de moleque? Que seja doce:

      No detalhe, os potinhos caipiras. Com a ajuda de cola quente e alguns retalhos de pompom, coloquei os tecidos no mini vidro e em seguida colei os chapéus. Pronto, temos potinhos caipiras que fazem toda a diferença com colheres temáticas e super fofas né?

      O mesmo conceito, levei para o vinho quente: pedaços de sisal enrolados no copo e presos por prendedores coloridos. Fica ainda mais lindo para servir.

      E em outro cantinho organizamos a mesa de cachorro quente, simples e colorida: desta vez a toalha de chita escolhida foi amarela e os lanchinhos foram servidos em mini saquinhos coloridos dentro de um caixote forrado por um tecido colorido. Dá pra adaptar para outros lanchinhos e usar esta ideia para qualquer ocasião. Além de colorida, deixa a mesa super convidativa.

      Alguém aí aceita um pastel? Carne ou queijo? Qual o seu sabor favorito?

      E aí o que achou destas sugestões juninas para deixar sua festa ainda mais colorida e animada? 🙂
      Conta aqui!

        Copa do Mundo para receber

         

        E foi dada a largada para a Copa do Mundo 2018! Hoje começa um dos maiores espetáculos do planeta e é claro que este blog não poderia ficar de fora! Fiz algumas decorações especiais para esta época que a gente ama para que você possa receber a família e os amigos em casa e torcer pelo Brasil. Usando muita criatividade e pouco dinheiro, é possível tornar a sua casa um cenário perfeito pra celebrar.

        Começando pelas bandeirinhas: já que é época de Copa do Mundo e Festa Junina, porque não unir o útil ao agradável? Escolhi algumas bandeiras com as cores do Brasil e outras coloridas e este foi o resultado, uma mistura de alegria com cores. Aproveitando esta união, a toalha de mesa seguiu a mesma ideia. Escolhi uma toalha com as cores do Brasil e de tecido de chita, que lembra muito os arraiás que a gente vê por aí.

        E este foi o resultado de uma mesa para reunir a turma para um churrasco em casa. Como o primeiro jogo do Brasil acontece em um domingo às 15h, que tal aproveitar para fazer aquele almoço delicioso? Por aqui vai rolar um churrasco entre amigos e esta é uma prévia da mesa.

        Escolhi os pratos de acordo com as cores da bandeira do Brasil e os talheres dourados ajudam na energia pra trazer a taça pra gente!

        E os detalhes da mesa: na tábua com temperos em tons de azul e o bonequinho de um jogador de futebol. Dá pra pegar bonequinhos das crianças, brinquedos ou enfeites variados e dar aquele toque ainda mais divertido e temático à decoração. Esse Neymar aqui da foto, minha tia encontrou no supermercado por R$ 3 e fez toda a diferença neste detalhe né?

        E as flores não podem faltar nunca por aqui. Amarelo e verde em vasos azuis, além de pimentas para espantar qualquer azar dentro e fora do campo.

        Também encontrei esses canudos de papel que os convidados podem usar à vontade e dão aquele charme especial. E do lado de tudo isso, que tal uma camisa para torcer junto à mesa?

        Já para a mesa dos doces, a ideia foi a mesma: coisinhas simples e coloridas em verde, amarelo e azul. A toalha escolhida também foi de chita só que desta vez em amarelo. Para dar um destaque, coloquei outra toalha por cima menor em xadrez de azul. Não podemos ter medo de ousar. Vale a pena testar tudo e conferir o resultado sem medo de ser feliz!

        O mesmo boneco do Neymar foi pra dentro de casa e se juntou ao time dos brigadeiros: com granulado verde e amarelo, eles dão o tom à bandeja azul. Logo ali, uma bowl de bola de futebol com outras mini bolas, todas de chocolate pra adoçar o intervalo do jogo.

        Com cornetas e vuvuzelas, a mesa está completa. Basta cada um pegar a sua e se juntar para gritar o GOL!!

        E os confeitos de chocolate também estão presentes. Em potinhos transparentes, estes detalhes fazem a diferença para chamar a atenção para a mesa e convidar as pessoas a se deliciar com tantos docinhos. Está tudo pronto para se reunir, festejar e torcer muito!

        E aí, o que achou destas dicas? Agora é só reunir a galera e preparar a torcida! 🙂

          Sobre o dia 12 de junho

           

          12 de junho: dia dos namorados. Se você vai passar esta data desacompanhado, não desanime. Você não está sozinho. Este texto é para você.

          Você, que chegou até aqui com uma bagagem repleta de aventuras e desilusões amorosas tão pesadas que nem sabe como foi capaz de carregá-las e que com o tempo elas só ficaram mais pesadas e as costas começaram a doer. Você não é o único: todos nós carregamos nossa própria história e sim, em alguns trechos da nossa caminhada e da nossa vida, ela vai machucar as pernas, os pés e o coração. Em muitos momentos você pensou em desistir, mas uma força – que você nem sabia que existia dentro de você – foi capaz de te manter vivo e te fez continuar andando e olhando para frente. E acreditando.

          Acreditando porque mesmo nos momentos de tristeza, você olha para aquele casal de velhinhos andando lado a lado de mãos dadas na rua e sabe que ainda há esperanças. E comédias românticas.

          Atualmente a sua bagagem se tornou um punhado de antiguidades, histórias e memórias as quais não podemos jogar fora ou desfazê-las pois elas já fazem parte da nossa história. Não precisamos olhar sempre para elas, basta apenas saber que elas existem e que são as grandes responsáveis por ter formado a pessoa que somos hoje e os valores os quais acreditamos.

          E, mais importante do que querer ter alguém nesta data, é saber que aquilo que não te agrega não vai ter fazer completamente feliz. Sabe aquela frase “antes só do que mal acompanhado”? adote-a para o dia de hoje e para a sua filosofia de vida. Porque enquanto aceitamos migalhas dos outros, estaremos sempre insatisfeitos, cansados e com fome.

          Isso foi o que a vida me ensinou e está guardado junto com a minha bagagem: eu sou completa, eu sou inteira e devo ser feliz por mim mesma. Não deixe ninguém te convencer do contrário. Ninguém tem este direito e você não pode ceder isto a ninguém. Sua história é só sua e só você deve permitir com quem compartilhá-la.

          Por isso hoje – e sempre – joguei o meu destino para o que o universo se encarregue de trazer para mim o que eu mereço e não necessariamente o que eu preciso. Porque a vida sabe o que somos capazes de carregar.

          E enquanto esse dia não chega, serei feliz, plena e tranquila porque precisamos aproveitar o passeio sem pensar no ponto final.