Pão de 10 dobras

Entre uma postagem e outra nas redes sociais, conheci o pão de 10 dobras no perfil do instagram @jantinhadehoje e logo quis testar por aqui! Esta é uma receita do Projeto Banquete e além de utilizar pouquíssimos ingredientes, é muito fácil de fazer e o resultado é surpreendente: ficou um pão crocante por fora e macio por dentro.

Vale a pena testar por aí. Veja o passo a passo para experimentar.

Ingredientes:
500 g de farinha de trigo
350 g de água (aproximadamente 1 xícara e 1/2)
10 g de sal (2 colheres de chá rasas)
5 g de fermento biológico seco

Modo de fazer:
Misture todos os ingredientes em uma tigela até que incorpore bem mas não precisa sovar, apenas misture.

Cubra com um pano e deixe crescer por 10 minutos. Passado o tempo, faça dez dobras na massa, pegando da parte debaixo e “dobrando” para cima de forma que o ar seja incorporado a mesma. Repita esse processo mais 3 vezes: descanso de 10 minutos + 10 dobras. Ao todo esse processo deve ser repetido 4 vezes.

Quando finalizar a última dobra, deixe o pão crescer por 1 hora.

Preaqueça o forno em temperatura máxima enquanto você prepara o próximo passo. Boleie seu pão acrescentando farinha somente o necessário para ajudar a dar forma. Como a massa é um pouco mole, trabalhe com farinha na bancada mas sem acrescentar muita quantidade.

Depois de dar o formato, forre uma panela de ferro, que possa ir ao forno com tampa, com papel manteiga, salpique farinha e coloque a massa.
Deixe crescer por 40 minutos (o forno deve continuar ligado).

Então, tampe a panela e leve ao forno reduzindo a temperatura a 200º. Deixe com a tampa nos primeiros 25 minutos, depois retire com cuidado e deixe por mais 20 minutos aproximadamente ou até que o pão esteja assado e corado. Retire do forno e deixe esfriar. Está pronto para servir!

E aí, o que achou do resultado?? Conta aqui 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *