Em casa

Poesia na parede

Enfim chegou a hora de mudar, inovar e criar. E foi assim que eu montei uma poesia na parede da minha varanda.

Este é um cantinho da casa que sempre ficou em segundo plano. Como é neste lugar da varanda que fica o móvel que ‘esconde’ a máquina do ar condicionado, ele sempre ficou deixado de lado porque eu achava que não tinha muita opção para decorar.

Nesta parede eu tinha uma prateleira e tentei várias opções de plantas: de horta a folhagens e nunca nada deu certo por aqui. Primeiramente, este é um lugar que pega sombra de manhã e um sol da tarde muito forte. Então, era difícil encontrar e cultivar alguma planta por ali.

Ou seja, este cantinho ficou sem nenhuma decoração interessante durante algum tempo. Até agora! Depois da minha viagem para Portugal, a qual eu trouxe um quadrinho e uma sardinha de porcelana, decidi que seria legal contar um pouco da minha história nesta parede.

Então, selecionei alguns quadrinhos que eu já tinha aqui, acabei ganhando alguns de presente e comprei outros e este é o resultado. Uma poesia na parede que transmite um pouco da minha história, da história da minha casa e algumas coisas que eu amo por aqui.

Poesia na parede

Poesia na parede

Poesia na parede

Poesia na parede

Poesia na parede

De onde são os enfeites da parede, da esquerda para a direita:
Mosaico azul: ganhei da American Express, em homenagem a um evento de Antoni Gaudí
Cartinha em porcelana: ganhei da minha mãe há alguns anos atrás
Placa coração vermelho: Casa que Tem
Quadro Girassol: Piante Arte Botânica
Quadro Elétrico 28: comprei em uma loja de rua em Lisboa, Portugal
Prato balões: Mimo Galeria
Azulejo pássaro com coração na corda: Studio Pamelitas
Quadro um dia de cada vez: Lojinha da Caubi
Placa ‘somewhere over the rainbow’: Casa que Tem
Quadro ‘assopra que passa’: Studio Pamelitas
Coração Feliz Vida: Villa Pano
Prato bicicleta: A Casa Verdinha
Quadro ‘sobre o que guarda um coração’: Les Maries
Quadro ‘O tempo transforma”: Quadraria e Poesia
Azulejo “fome de tudo’: Casa que Tem
Sardinha: Bordallo Pinheiro

E então, o que achou do resultado e desta nova parede por aqui? Me conta!

Acompanhe também a Casa da Caubi nas redes sociais e não perca nada porque sempre tem coisa boa por aí:
Blog: casadacaubi.com.br
Instagram: @casadacaubi
Facebook: /casadacaubi
Pinterest: casadacaubi
Youtube: casadacaubi

SobreCaubi

Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, louca das plantas, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução, artesã nas horas vagas e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *