Semana 27: namoridos e o primeiro dia das mães

 

Eu e sua mãe não nos casamos; aliás, nossa história nunca seguiu um caminho muito comum. Nos conhecemos no trabalho, não tínhamos quase nada a ver um com o outro, e em poucos dias saindo juntos eu já a levei ao velório do pai de um amigo. Alguma coisa parecia ser diferente. Mais algum tempo e ela já passava mais tempo na minha casa que na casa dela.

Depois de algum tempo de namoro, continuávamos a não ter muitas coisas em comum e mesmo assim ia tudo muito bem. Lógico que com algumas brigas, mas você vai perceber que não tem como conviver comigo sem uma briguinha de vez em quando. Um dia sentado em uma mesa de bar (meu lugar favorito para pensar na vida) eu estava pensando na vida e comecei a questionar o motivo de estarmos juntos e percebi que eu não tinha uma resposta. Por alguns minutos fiquei extremamente desconfortável com isso e não consegui aceitar, mas logo cheguei a uma conclusão que eu gostaria de te passar.

Quando encontramos um motivo muito fácil para gostar de alguém ou de algo, devemos refletir para saber se o gostar é sincero e profundo. “…Quando gostamos de uma flor pelo seu perfume, quando esse já não for tão forte será que ainda gostaremos dela?…” Quando o gostar é profundo e sincero não precisa de motivos, gostamos única e exclusivamente por nos fazer sentir bem.

lucca1

Gosto de falar que eu e sua mãe somos namoridos, porque nosso relacionamento não passou pelas etapas comuns. Sem promessas, sem obrigações, sem regimento. Juntos porque assim nos sentimos bem.

Vá onde queira ir, esteja com quem queira estar, sem se preocupar com os motivos e tudo estará bem.

Mudando um pouco de assunto (é outra coisa que eu gosto de fazer, vai se acostumando) eu queria aproveitar essa carta e te agradecer. Essa semana foi o seu primeiro dia das mães e sua mãe estava muito feliz. Você ainda nem nasceu e já consegue trazer tanta alegria, e luz para nossas vidas que só me faz querer te pegar o quanto antes no colo.

lucca2

Essa musica é de um grupo que eu gosto bastante e que você tem ouvido bastante aí de dentro da barriga da sua mãe. Em homenagem a ela também e ao primeiro de muitos dias das mães juntos eu escolhi essa música.

P.S.: Eu comprei um presente para ela e coloquei seu nome, você está me devendo essa.
P.S.2.:  Parabéns de novo mamãe!!!

Bjs do seu pai.

Cartas de hoje, para amanhã sobre o ontem.

    Uma rapaz “de família”, nascido no interior e que veio ainda pequeno pra São Paulo, mas que não deixou o jeito bruto, rústico e sistemático de ser para trás. Trabalho com tecnologia e gosto muito de criar; aliás acho que exercitar a criatividade e botar a mão na massa são a minha praia. Não gosto de fórmulas, receitas, regras e ordens. Acredito que essas coisas limitam nossa capacidade de criar e ir além do que já fizeram. Dizem que sou chato, louco e do contra, mas eu discordo de tudo isso rsrsrs… Sou muito prático. Sou uma tentativa de conciliação entre ser empresário, amigo, dono de casa, cozinheiro, apreciador de cerveja, bom filho e bom vizinho. Mas no final das contas sou apenas mais um cara que gosta muito de estar entre amigos, de musica, cerveja e churrasco.

    2 thoughts on “Semana 27: namoridos e o primeiro dia das mães

    1. Tia Angela

      Muito linda essa carta do Lucca, ele vai amar essa primeira homenagem feita pra mãe dele no seu primeiro dia das mães . entre muitos que estão por vir, e parabéns papai pela maravilhosa homenagem….bjsss

      [Reply]

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *