O que muda em 2017?

 

Ano Novo. Novos desejos, novas promessas, novas esperanças. Este ano fiquei pensando qual seria o verdadeiro motivo para comemorarmos o ‘novo’. Afinal, de um dia pro outro é possível mudar tanta coisa assim? O que muda em 2017 que não foi capaz de acontecer em 2016? Qual seria o milagre do dia primeiro, que não conseguimos realizar até o dia 31 do mês anterior?

É possível que novas coisas aconteçam se a gente continuar com os mesmos vícios? É possível emagrecer sem praticar esportes? É possível encontrar o amor sem sair de casa? E ser uma pessoa melhor que critica os defeitos do outro? Conseguiríamos ser mais felizes e continuar mau humorados? Não cheguei a nenhuma conclusão para tentar desvendar os segredos do ano novo.

Mas precisamos concordar que o ano jamais será novo se continuarmos sendo velhos. Velhos hábitos e costumes, velhas manias, velhas reclamações. Acredito que a mudança começa por nós mesmos: de dentro pra fora.

Mudança com o coração, com alma e toda a vontade. Afinal, não adianta ter só o desejo de mudar o ano e continuar sentado no sofá esperando que um milagre aconteça. Não é assim que a vida acontece. Para que o mundo mude, eu preciso primeiro mudar. Mas, além disso, preciso acreditar nesta mudança.

Quero um 2017 simples: cheio de boas energias, pessoas que eu amo por perto, pés descalços, risadas e comida boa. Quero ser mais saudável, praticar esportes e não deixar para dizer depois o que o coração tem vontade. Quero tirar fotos incríveis e viver momentos que ficarão para sempre registrados no pensamento. Quero saúde para trabalhar e um amor que traga borboletas para o meu estômago.

Que o Ano Novo só traga os melhores sentimentos, os abraços mais apertados e os passeios mais bonitos. Que nos traga sorrisos, respeito ao próximo e fé na humanidade. E que a mudança comece dentro de casa.

 

Feliz 2017! 🙂

    O pote de realizações

     

    2016 já começou e agora não quero mais saber de fazer promessas. Quero ir atrás de realizações. E não estou falando aqui só daquelas graaaaandes realizações que a gente promete em 31 de dezembro como “vou ter uma vida mais saudável” ou “não vou mais brigar com a minha mãe”.

    A partir do momento em que passamos a valorizar os pequenos detalhes e acontecimentos de nossa rotina, eles também passam a ser realizações e pequenas porções diárias de felicidades, o que nos impulsiona a realizar as grandes promessas do ano. Por isso, decidi criar o meu ‘pote de realizações’. Veja como é fácil fazer.

    Material necessário:
    – Bloco de papel
    – Uma caneta
    – Um pote ou vaso transparente

    Modo de usar: a cada alegria do seu dia que valha a pena ser lembrada no futuro, faça uma anotação em um pedaço de papel, dobre e coloque no pote. No último dia do ano, você pode abrir e conferir tudo o que você viveu ao longo de 2016.

    É uma ideia bem simples e que tira da teoria nossas promessas impossíveis de realizar. Este ano já tive algumas alegrias para lembrar: fui ao show da Ivete Sangalo pela primeira vez e fiz mais uma tatuagem, que ganhei de presente de aniversário adiantado da minha mãe <3
    Nenhum destes itens estava na minha lista de promessas, mas fiquei muito feliz que aconteceram. E é essa a dinâmica do pote!

    Afinal, o que é a vida senão uma soma de bons momentos?

    IMG_1652

    IMG_1655

    IMG_1665

    IMG_1667

    E aí, gostou da ideia?
    Que tal começar com o seu pote ainda hoje? 🙂

      Para não perder o foco na dieta

       

      12508756_1017504001629397_2134983484422507691_n

      Quem acompanha o blog pelo Instagram (se você ainda não segue a gente, vem conferir no @casadacaubi), viu que esse negócio de vida saudável tá ficando sério nesse ano novo. Esta semana fiz minha primeira compra de mercado do ano e o foco foi totalmente em frutas. Como não almoço em casa, fica difícil manter a geladeira cheia de verduras sem que elas estraguem; à noite prefiro comer comidas leves como tapioca ou torrada com cream cheese.

      Não vou falar que está fácil; ontem senti um cheiro de batata frita vindo de um bar e quase comecei a chorar no meio da rua rsrsrs… mas aproveitei bastante nas festas de final de ano, então não dá pra reclamar: tenho que correr atrás do prejuízo. E, pra dar uma ajuda, conversei com uma nutricionista e pedi umas dicas para não perder o foco nem o controle da dieta. A Lilian Camargo listou uma série de coisas que podemos fazer para tornar a reeducação alimentar menos dolorosa. Veja o que ela listou:

      • Faça 6 refeições por dia, em horários determinados e com moderação. O tempo entre uma refeição não deve ser menor que 2 horas nem maior do que 3 horas;
      • Mastigue bem os alimentos saboreando-os; assim sentirá saciedade com menor quantidade;
      • Evite frituras: são muito calóricas e não saudáveis. Sempre que possível, asse, grelhe ou cozinhe seus alimentos;
      • Cuidado com a quantidade de sal: evite colocar o sal na mesa;
      • Coma, na medida do possível, alimentos integrais e sem agrotóxicos;
      • Coma frutas diversas e com bagaço: escolha frutas frescas ou secas; dê mais atenção às frutas, ao invés dos sucos. Elas contêm fibras que dão saciedade;
      • Beba água nos intervalos das refeições, pelo menos 6 COPOS ao longo do dia. Ajuda no funcionamento do intestino; Se for difícil consumir, saborize com frutas com casca em rodelas (laranja, limão, abacaxi, maçã…), hortelã, canela, …. Deve ser mantida na geladeira e descartada no final do dia;
      • Selecione carnes e aves magras ou preparadas com pouca gordura (cozidas, grelhadas ou assadas); utilize ervas nas preparações, como salsinha, sálvia, tomilho, orégano, alecrim, pois elas possuem propriedades antioxidantes e efeitos anti inflamatórios e dão sabor aos alimentos. Se possível utilizá-las frescas;
      • Prefira alimentos e bebidas sem açúcar adicionado;
      • Evite alimentos embutidos;
      • Na hora da compra, leia o rótulo para verificar as quantidades de gordura saturadas, trans e de sódio. Compre alimentos que possuem menor quantidade dessas substâncias;
      • Faça com que as maiores fontes de gordura provenham de peixes (sardinha, atum, truta), oleaginosas (castanha do Pará, sementes de abóbora e girassol etc.), abacate e óleos vegetais;
      • Os vegetais de folhas verdes devem ser consumidos diariamente, pelo menos 3 porções (espinafre, agrião, rúcula, couve, escarola, mostarda etc.) nas diversas preparações (no arroz, na sopa, na salada, no sanduíche);
      • Após o jantar, se tiver fome prefira frutas. Coma abacate com limão, banana com canela, isso ajuda a diminuir a vontade de comer doces.
      • Usar o mínimo possível de gordura (óleo) no preparo dos alimentos;
      • Utilizar, quando necessário, produtos industrializados com baixo teor de gordura (light ou desnatados);
      • Reservar seus alimentos preferidos que contenham mais gordura para dias/momentos especiais;
      • Utilizar maior proporção de hortaliças cruas, pois vão fornecer boas quantidades de fibras e sua composição de vitaminas e minerais será preservada”

      A Lilian também passou algumas dicas valiosas para mudarmos comportamentos em relação à comida e às refeições:

      • “Mantenha um diário alimentar;
      • Evite a alimentação automática: não faça nada diferente enquanto come (ver tv ou ler jornal, por exemplo) e alimente-se no local adequado, sentado – não coma em pé ou andando;
      • Pouse os talheres entre os bocados e mastigue devagar os alimentos;
      • Use uma lista durante as compras e não faça compras em jejum ou com fome;
      • Mantenha alimentos saudáveis à vista e alimentos problemáticos fora da visão; evite tê-los em casa.”

      É bastante coisa para a gente prestar atenção e se adaptar. Juro que estou tentando mudar alguns hábitos como comer em frente ao computador, por exemplo ou consumir gordura trans. Espero que estas dicas também possam te ajudar na luta por uma vida mais saudável. ‘Tamu junto nessa’ 🙂

       

       

       

      Para quem quiser o contato da Lilian, o email é  ln.camargo@uol.com.br.

        Que comece 2016!

         

        Já choramos, comemoramos, bebemos e comemos (além do permitido!) e fizemos nossas promessas para a virada do Ano Novo. Agora que ele realmente começou ~ afinal, hoje é o seu primeiro dia útil ~ é hora de cumprir. Com certeza você deve ter uma listinha de coisas que deseja fazer em 2016: a minha lista é enorme e muitos itens são aqueles não cumpridos em 2015.

        Mas porque será que ficamos postergando e prolongando nossas promessas? Se dependem apenas de nós, qual é a dificuldade – ou a preguiça – para cumprir os nossos desejos? Ano passados prometi a mim mesma que iria terminar o ano com dinheiro na poupança; talvez, se não tivesse gastado com tanta besteira e coisas que não preciso, teria encerrado 2015 com muito mais dinheiro do que me sobrou para que eu pudesse gastá-lo com o que realmente é importante.

        Se eu tivesse emagrecido na primeira vez que fui ao médico em 2015, teria menos vergonha em usar um biquíni do que tive neste verão. A promessa não se cumpriu ano passado e foi colocada novamente como item de ano novo. “Dessa vez vai”. Quantas vezes você já repetiu essa frase para si mesmo, tentando se levar mais a sério? Eu já perdi a conta de quantas vezes fui à academia pela primeira vez. Ou quantas vezes comecei um regime na segunda e não consegui continuar até quinta-feira. Ou mesmo quantas vezes tentei dormir mais cedo para não ir trabalhar com sono. Todas as tentativas sem sucesso.

        Mas JURO. Esse ano vai ser diferente. Além de completar 30 anos em 2016, algumas coisas mudaram e, consequentemente, me obrigaram a mudar as minhas atitudes. Dormir melhor, comer melhor e economizar deixaram de ser promessas: precisam virar rotina que a vida adulta me exige, caso contrário os resultados para os próximos anos serão bem piores.
        Encontrar o amor não depende só de mim, mas depende da minha promessa de ano novo deixá-lo entrar na minha vida de coração aberto.

        Desejo que neste ano novo possamos estar dispostos a cumprir nossas promessas e fazer de 2016 o mais incrível de nossas vidas. Porque não adianta esperar um ano novo se continuarmos com os velhos hábitos, né? Que a gente possa viver mais, amar mais e curtir mais. O ano só começou, o que estamos esperando? 🙂

        1013351_10156357945185527_5622496174372528476_n

          Ressaca de Carnaval

          Tem gente que espera o ano inteiro por ele. Para descansar, cair na folia ou simplesmente para se apaixonar. O Carnaval é um dos melhores feriados do país e dizem que o ano útil só começa depois que ele termina.

          E para quem descansou, caiu na folia e se apaixonou, o Carnaval se foi e deixou muitas saudades. Lembranças, risadas, corações partidos e muito remédio para curar a ressaca de dias intensos. Cinco dias que serão lembrados durante os demais 360, com a esperança de encontrar toda a alegria que foi vivida no Carnaval para o resto do ano.

          Que não nos falte sorrisos, paixões e cores para os próximos dias e que a gente se arrependa somente das coisas que não fizemos – porque afinal, o que a gente fez e não deu certo, não é besteira; é história pra contar (e pra rir!). Que o espírito carnavalesco seja acompanhado por lantejoulas e purpurinas até o próximo ano e a próxima festa. E que nossa vida seja um pouco mais daquilo que vivemos nos blocos de rua: muito amor, fantasias, simpatia e desapego daquilo que não é importante.

          Que a gente possa se apaixonar mais a cada gesto bonito e ser mais gentil com o próximo. Estou torcendo para que minha vida seja um pouco Carnaval: mais amigos em volta, coração leve e chinelos nos pés. Malas vazias e memória cheia de lembrança boa. Festas surpresas na madrugada e abraços apertados. Mensagens de carinho de quem mora longe e mais olho no olho com quem está perto.

          O Carnaval já acabou mas depois da quarta-feira de cinzas ele ficou em mim. Quero um amor de Carnaval que dure o ano todo e uma música alegre para cada dia. Meu desejo é que a gente tenha um pouco de Carnaval no coração, nos pés e nas atitudes porque ser feliz é a coisa mais importante para este ano que acabou de começar.

          IMG_1365