… e finalmente, as chaves!

E se você pudesse olhar para trás, reviver sua história e lembrar do dia mais feliz de sua vida? Você consegue nomear qual foi este dia e qual a sua importância em seu caminho até aqui?

Até ontem, um dos dias mais importantes da minha vida foi aquele em que fui aprovada na faculdade. Já se passaram mais de nove anos e ainda me lembro como se fosse ontem o momento em que recebi a ligação de uma amiga gritando o meu nome na lista. Foi a realização de um sonho e a recompensa de muito esforço e dedicação minha e da minha família, sempre ao meu lado.

Porém, junto a este momento de 2004, o dia 25 de novembro de 2013 também entrou para a minha história como um dos mais importantes: este foi o dia em que peguei as chaves do meu primeiro apartamento. Pra falar a verdade, ainda não caiu muito a ficha do tamanho deste acontecimento e das responsabilidades que estão por vir. Há semanas sem dormir tão bem, meu pensamento não se desliga deste passo que andei.

Porque esta é uma conquista cheia de significados. Principalmente porque muitos achavam que eu não conseguiria chegar tão longe e que não seria capaz. A verdade? Não era mesmo. E nunca fui capaz porque fiquei muito tempo ao lado de quem não acreditava e não confiava em meu verdadeiro potencial. E quando estamos envolvidos com aqueles que não acreditam em nós, realmente não somos capazes de trilhar novos caminhos e conseguir novas vitórias. Ficamos inibidos pelo medo que os outros colocaram lá; e este medo criou barreiras tão enormes e resistentes que precisei de muito trabalho para eliminá-las.

Assim como na época do vestibular, a conquista do apartamento só veio porque retomei aquilo de mais precioso: a autoconfiança. Passei a acreditar mais em mim mesma e a ouvir pessoas que também acreditavam que eu seria capaz. Óbvio que não vai ser fácil, mas também só será possível se eu arriscar e tentar. Afinal, como vamos saber se somos capazes apenas na teoria?

Hoje eu sei que o primeiro passo para a vitória é a tentativa. Pode não dar certo; mas pelo menos posso afirmar para mim mesma que tentei. E muito. E se um dia fracassar, sei que terei todo o apoio daqueles que acreditam em mim para me levantar novamente. E tentar. De novo. Porque apenas o trabalho de uma equipe que acredita em seu potencial é realmente (e somente) vitorioso.

Hoje posso afirmar que tenho mais um dos dias mais felizes da minha vida guardados comigo. E que seja apenas o começo deste novo capítulo da minha história.

foto

“não sabendo que era impossível, foi lá e fez”.

    Inspiração do dia: ambientes integrados

    Ainda nem peguei as chaves do apartamento novo e já estou com mil ideias do que fazer por lá. É impossível resistir: esta fase de procurar inspiração em sites e blog de decoração, comprar todas as revistas sobre o assunto na banca de jornais e conversar com a arquiteta nas madrugadas afora (Cá, você vai pro céu!) é uma tentação! A gente acha muita coisa linda, moderna e quer fazer tudo ao mesmo tempo! Eu tenho pastas com projetos e inspirações no celular, computador de casa, do trabalho, arquivados em email e por aí vai… rsrsrs

    Acho que um dos pontos mais importantes neste fase é ter foco do que cada um quer fazer e por onde começar. Eu tenho a sorte de ter uma super amiga que é arquiteta e está me ajudando com o projeto de casa. Apesar de eu ser a ansiedade em pessoa, tanto ela quanto meus pais estão dando aquela acalmada nos ânimos pra eu não surtar. Calma é a palavra chave para qualquer obra porque, na maioria das vezes, a gente não tem muito controle sobre os incidentes que acontecem, principalmente quando o assunto é pedreiro, pintor, gesseiro, marceneiro… No meu caso, por exemplo, assinei o contrato de compra e venda em 07 de setembro e só vou pegar as chaves no final desta semana! Toda a burocracia de documentação, financiamento e entrega das chaves é muito demorada e requer muita paciência e planejamento.

    Por enquanto, só conseguimos decidir o piso e a bancada da cozinha! Tudo requer muito cálculo e atenção pois uma vez decidido o projeto e o orçamento fechado, é praticamente impossível voltar atrás. E enquanto a gente estuda e faz conta (principalmente em relação aos milagres que a Cá vai ter que fazer em relação ao pouco espaço!), fico procurando inspirações e soluções para ambientes parecidos com os meus.

    Essas fotos encontrei na internet e os ambientes são muito parecidos com os da minha casa! Salas de jantar e tevê integradas com a cozinha e varanda. Acho que esta é a tendência da maioria dos apartamentos que são entregues atualmente, a fim de facilitar a vida de quem mora e ter um local sempre aberto para receber visitas. Dá pra tirar um monte de ideias e adaptar à casa e às necessidades de cada um. Confira:

    sala1

    sala3

    sala4

    sala2

    sala5

    sala6

    E aí o que acharam? Estou morrendo de amores por essa casa linda!

    Fonte: Revista Casa Linda

      O recanto da guerreira

      Por incrível que pareça, uma das principais razões que me motivou a comprar o meu novo apartamento foi a churrasqueira na varanda. Sim, apesar de ser totalmente coisa de homem, confesso que amo um churrasco acompanhado de uma boa música, uma bebida bem gelada e na companhia da família ou de amigos. Carne para mim tem que fazer “muuu” e pão de alho é presença indispensável. Simplesmente foi amor à primeira vista.

      Alguns apartamentos do meu prédio tiraram a churrasqueira e optaram por tirar a porta da varanda também, para ampliar a sala. Confesso que cheguei a pensar nisso também, mas com a vista incrível que terei do 26º andar, fica difícil não se imaginar comendo um bom churrasco em um sábado de sol ali. Portanto, a churrasqueira ficou.

      Nesta foto, mostro o cantinho da churrasqueira como é hoje. Iremos mexer com alvenaria nesta parte. Fechar a churrasqueira como se fosse um “muro”, deixando apenas o buraco da grelha. Então, em cima da pia terei armários para colocar os pratos, copos e demais utensílios para o churrasco e outro armário embaixo da pia, para carvão, acendedor, etc.

      varanda

      Pesquisei muito na internet e inspirações de revista e decidi que não vou mexer nesta bancada: vai ficar em granito preto mesmo, até porque a sujeira de carvão e carne fica menos aparente 🙂 ainda não pensei como serão os armários; provavelmente em tom de madeira mais escura.

      Agora o mimo fica por conta das pastilhas! Em um passeio totalmente despretensioso por uma loja de pisos, meu pai viu e achou lindo. Quase morri e em cinco minutos decidimos comprar! Esta é apenas uma amostra que trouxe para casa, mas as placas são de 30cm x 30cm e vêm em caixa com 10 peças. Comprei apenas uma caixa, pois pretendo preencher de pastilhas a área entre a pia e o armário da churrasqueira. Esta foi a primeira compra da casa e mal posso esperar pra ver as pastilhas na parede!

      foto

      Aqui são algumas inspirações de como eu imagino que vá ficar a área da churrasqueira:

      Na minha casa vou colocar apenas pastilhas entre a pia e o armário, mas essa aqui já dá uma ideia de como vai ficar. Detalhe da pia preta e os armários mais escuros. Acho que vermelho vai dar um destaque né?

      39248_big

      As fotos abaixo mostram um pouco mais da ideia de “embutir” a churrasqueira com alvenaria. Acho que fica com um visual mais simples e clean do que a chaminé à mostra:

      1350907638_448896659_7-churrasqueira-em-apartamento-com-varanda-gourmet-

      Sem título

      E então, o que acharam? Cantinho da guerreira aprovado? 😉