Do jardim para a mesa

 

Gratidão é a palavra que define o dia, a semana, o mês e a vida. Depois de muito planejamento, eu e a Bru Calderon conseguimos tirar do papel um grande sonho: realizar um evento juntas. E não poderia ser mais incrível.

O local escolhido foi o Shopping Garden ~ um grande parceiro do blog ~ localizado na zona sul de São Paulo, que concentra infinitos tipos e espécies de flores, plantas e temperos além de itens para decoração em um amplo e harmonioso espaço.

E o cenário foi o gazebo do Shopping Garden, localizado no piso superior junto com os itens de decoração. Não poderia ser mais lindo: um ambiente aberto, convidativo e que se transformou em um cenário para receber do Jardim para a Mesa. Este, inclusive era o nome do evento.

Com o conceito de levar à mesa e aos convidados os itens de jardim, flores e temperos, eu e a Bru tentamos traduzir isto em uma manhã de sábado em que as pessoas que estivessem ali pudessem compartilhar conosco ideias, receitas e propostas para receber em casa e transformar o ambiente para esperar a estação mais florida do ano: a primavera.

O foco estava na mesa posta sob o gazebo mas também fizemos questão de montar um cantinho do café, em um carrinho lindo e retrô bem na entrada. E ali montamos um cantinho com dupla função: servir um espumante para receber e um café com bolo para despedir.

E como tudo vira flor, o gelo ganhou destaque para refrigerar as bebidas enquanto os convidados não chegavam. Uma ideia simples, barata e que reaproveita aquelas flores que já estão ficando feias e você não tem coragem para descartar. Que tal acrescentar água em uma forminha de cupcake e levar ao congelador? Este é o resultado:

Na nossa decoração, um dos principais objetivos era dar múltiplas funções a um mesmo objeto: e este é um exemplo. Um vaso que virou recipiente para guardar rolhas e enfeitar a mesa. Além de levar um charme extra à decoração, é possível usar a criatividade e inovar na hora de servir.

De volta à mesa principal, nossa proposta foi levar todos os temperos à mão dos convidados. Com uma mistura de textura e cores, nossa paleta principal era: rosa, cobre e cimento.
– Rosa: cor que remete à delicadeza da primavera e tranquiliza os olhos
– Cobre: luxo, brilho e a cor tendência da estação
– Cimento: informal, rústico e tudo a ver com jardinagem

Entre estas cores, utilizamos alguns pontos mais fortes como o azul dos jogos americanos, o pink dos guardanapos, lilás da lavanda para enfeitar o bolo e a mesa e o amarelo das flores para alegrar, contrastar e harmonizar ainda mais a decoração.

Em um ambiente informal, os convidados podem se servir com o seu tempero favorito. Basta esticar o braço e escolher o que mais combina com a receita servida de acordo com o paladar de cada um.

Em todos os lugares para comer ~ ao todo eram 6 ~ havia a combinação: jogo americano, prato raso e prato para sobremesa, guardanapo, talheres, taça para vinho, copo para água e um pratinho que usamos como descanso para talher. Não repetimos a decoração de nenhum dos lugares. A proposta é reproduzir o que temos em casa: pratos e utensílios coloridos e diferentes podem e devem combinar entre si para deixar uma decoração mais convidativa e despojada.

Entre as novidades, apresentamos aos convidados o conceito de vasos autoirrigáveis da marca Vasos Raíz. Agora também não existem desculpas para quem não tem tempo ou jeitinho para cuidar de plantas. É só preencher o espaço com água quando o vaso secar e pronto. E para deixar o evento ainda mais interativo, sorteamos estes vasos que compunham a decoração entre os presentes no evento, um super presente né?

Foi lindo ver tanta gente querida, interessada e participativa em uma manhã deliciosa!

Que venha a primavera repleta de flores, lindas mesas, receitas gostosas, amizades douradoras e muito amor!
Até o próximo evento 🙂

    Risoto de linguiça

     

    Quando fui para o sítio em Monte Azul com o pessoal do Portal da Gastronomia e Bru Calderon, não faltaram receitas deliciosas. Além do pão caseiro e do pão de queijo, improvisamos alguns ingredientes e o resultado foi um risoto de linguiça delicioso e super fácil de fazer. A Bru compartilhou a receita no blog dela (acesse clicando aqui) e abaixo deixo o passo a passo para você testar por aí também. Vale a pena provar!

    Ingredientes:
    1 colher de manteiga
    ½ cebola cortada em pequenos cubinhos
    ½ dente de alho picadinho
    1 xícara de arroz arbóreo ou arroz carnaroli
    1 xícara de vinho branco
    200 ml de caldo de legumes
    200 g de linguiça toscana
    ½ xícara de azeitonas
    100 g de queijo parmesão ralado
    Manjericão e salsinha a gosto

    Modo de fazer:
    Coloque a manteiga em uma panela funda e deixe derreter. Acrescente a cebola e o alho e deixe refogar até que fiquem transparentes.

    Em seguida, coloque a linguiça que neste caso está moída, mas você pode usar em rodelas ou cubinhos também. Refogue bem, acrescente o arroz, misture e adicione o vinho branco e deixe evaporar um pouco. Está pronto quando você não sente mais o cheiro do álcool saindo da panela.

    Depois, comece a colocar o caldo de legumes. Pode colocar umas 2 conchas cheias pois no começo, o arroz precisa de líquido para cozinhar e a partir da terceira vá colocando de uma em uma concha, lentamente e mexendo sempre.

    Quando sentir que o risoto está quase no ponto, que é sempre al dente, coloque as azeitonas, folhas de manjericão e salsinha, desligue o fogo e acrescente o queijo parmesão ralado.
    Misture bem e pronto! É só servir e bom apetite!

    Dicas da Bru: “o ponto do risoto é sempre al dente, o que significa que ele é sempre meio durinho mesmo, tem que haver uma resistência quando o grão é mordido. Na dúvida, sempre prefira desligar o risoto mais durinho do que deixar cozinhar demais e passar do ponto ok? Se o grão cozinhar demais fica grudento e você não vai apreciar seu prato.

    Acrescente um pouco de parmesão ao invés de manteiga para finalizar. Normalmente as receitas indicam a manteiga para finalizar o risoto, mas isso deixa os grãos oleosos demais e o prato acaba ficando um pouco gorduroso. Ao invés dela, acrescente o parmesão e dê apenas uma mexida na panela, com o fogo já desligado. Isso vai fazer com que seu risoto fique cremoso sem ficar oleoso! Essa dica vale ouro! 🙂

    Faça seu próprio caldo de legumes! É infinitamente mais saudável e acrescenta um sabor bem mais elaborado no seu prato!”

    E aí, o que achou deste prato?
    Não deixe de conferir outras receitas e delícias da Bru clicando aqui.

      O pão de queijo da Bru

       

      Para quem acompanhou as redes sociais do blog, viu que o final de semana foi uma delícia por aqui! Fui para o meu sítio em Monte Azul e levei comigo na mala o Caio e o Leandro do Portal da Gastronomia e a Bru Calderon e o marido ~ mais conhecido como Bini.

      Além de aproveitarmos o sol e a piscina, fomos todos juntos à cozinha experimentar comidas deliciosas feitas por nós. E esta receita de pão de queijo de tapioca foi uma delas! A receita é da Bru e agora também vai ser uma constante por aqui: além de fácil de rápida de fazer é uma delícia para o lanche da tarde, café da manhã ou a qualquer hora do dia. A Bru disponibilizou o passo a passo no blog dela (acesse clicando aqui) e também compartilho por aqui. Veja abaixo como fazer esta receita:

      Ingredientes:
      1 xícara de tapioca granulada
      1 xícara de leite
      ½ xícara de polvilho azedo
      100g de queijo parmesão ralado
      1 ovo
      Azeite
      Sal

      Modo de fazer:
      Em um recipiente, coloque a tapioca granulada e o leite e espere hidratar por 5 minutos. Em seguida misture o ovo, o polvilho, metade do queijo e tempere com um pouco de sal e misture bem.

      Faça bolinhas com a massa e passe no queijo restante até envolver toda a bolinha. Disponha em uma assadeira untada com azeite e leve ao forno pré aquecido a 180°C por aproximadamente 15 minutos. E sirva a seguir.

      Rendimento: 10 pães de queijo.

      E aí, o que achou desta receita? 🙂
      Vale a pena testar pro café de hoje!

        Um brinde à amizade: risoto de queijo pecorino com presunto parma

         

        Este post é um brinde ao blog e aos amigos que conquistei através da internet. Quando a gente acha que a tecnologia afasta as pessoas, eu posso garantir que por aqui, ela só me aproximou de gente muito bacana ao redor do Brasil e do mundo. Além de seguidores que se tornaram amigos, fiz amigos dos quais eu era fã. E algumas coisas nessa vida realmente não tem preço.

        E foi justamente o que aconteceu comigo e com a Bru! Há menos de um ano uma nem sabia da existência da outra e hoje a gente não fica um dia sequer sem se falar! A vida surpreende e o universo se encarrega de trazer pessoas com as melhores energias para dentro da nossa casa.

        E há algumas semanas a gente se encontrou e foi incrível! Cozinhamos juntas e o resultado é este aqui: um risoto de queijo pecorino com presunto parma incrível!
        Mal posso esperar pelo próximo encontro para fazer coisas ainda mais gostosas. E, enquanto o próximo jantar não acontece, deixo aqui para vocês a receita deste risoto para testar por aí.

        Ingredientes:
        1 colher de manteiga
        ½ cebola cortada em pequenos cubinhos
        ½ dente de alho picadinho
        1 xícara de arroz arbóreo ou arroz carnaroli
        1 xícaras de vinho branco
        200ml de caldo de legumes
        200g de Queijo Pecorino Casa da Ovelha
        100g de Presunto de Parma

        Modo de fazer:
        Coloque a manteiga em uma panela funda e deixe derreter. Acrescente a cebola e o alho e deixe refogar até que fiquem transparentes. Coloque o arroz e refogue até que a manteiga envolva toda a quantidade de arroz. Coloque o vinho branco e deixe evaporar um pouco. Está pronto quando você não sente mais o cheiro do álcool saindo da panela.

        Em seguida, comece a colocar o caldo de legumes. Pode colocar umas 2 conchas cheias pois no começo, o arroz precisa de líquido para cozinhar e a partir da terceira vá colocando de uma em uma concha, lentamente e mexendo sempre.

        Quando sentir que o risoto está quase no ponto, que é sempre al dente, acrescente o queijo, desligue o fogo e misture até que tudo esteja derretido. Para finalizar, acrescente o Presunto de Parma cortado em pequenos pedaços e pronto!

        Rendimento: 4 porções

        Dicas da Bru: “o ponto do risoto é sempre al dente, o que significa que ele é sempre meio durinho mesmo, tem que haver uma resistência quando o grão é mordido. Na dúvida, sempre prefira desligar o risoto mais durinho do que deixar cozinhar demais e passar do ponto ok? Se o grão cozinhar demais fica grudento e você não vai apreciar seu prato.

        Acrescente um pouco de parmesão ao invés de manteiga para finalizar. Normalmente as receitas indicam a manteiga para finalizar o risoto, mas isso deixa os grãos oleosos demais e o prato acaba ficando um pouco gorduroso. Ao invés dela, acrescente o parmesão e dê apenas uma mexida na panela, com o fogo já desligado. Isso vai fazer com que seu risoto fique cremoso sem ficar oleoso! Essa dica vale ouro! 🙂

        Faça seu próprio caldo de legumes! É infinitamente mais saudável e acrescenta um sabor bem mais elaborado no seu prato!”

        E aí, o que achou desta receita?
        Conta aqui pra gente 🙂

          Bolo de milho cremoso

           

          E quando você tem duas amigas que você AMA demais e uma reproduz a receita da outra? E quando a gente compartilha o amor? Ele se soma, se multiplica e fica cada vez maior. Ontem a San fez uma receita da Bru para iniciar as comemorações juninas: bolo de milho cremoso. E o resultado não poderia ser diferente. Muitas delícias para começar o final de semana. Vem conferir essa receita e incluir no cardápio do seu arraial!

          Ingredientes:
          3 ovos
          1 colher de chá de fermento em pó
          1 lata de leite condensado
          1 lata de milho verde (se quiser fazer com milho fresco é só cozinhar, cortar os grãos e usar a lata de leite condensado como medida)
          1 pacote de coco ralado
          Manteiga

          Modo de fazer:
          No liquidificador coloque os ovos, o milho e ligue para ir batendo. Depois dos grãos do milho já terem triturado um pouco, acrescente os demais ingredientes e bata até que vire uma massa completamente homogênea.

          Unte uma forma que possa ser levada ao microondas, despeje a massa e leve em potência máxima por 12 minutos.

          É importante que desenforme logo quando tirar do microondas, assim ele sairá por inteiro.

          Dicas da Bru: “obviamente cada microondas tem uma configuração diferente, então vale a pena dar uma checada na metade, 6 minutos, para entender como está indo o cozimento e se você irá precisar o tempo para garantir que cozinhe por completo.”

          Corte em porções individuais e embale para servir à mesa da festa junina!

          E aí, o que achou?:
          Conta aqui pra gente! 🙂