Perfeitamente imperfeita

 

Hoje tive o prazer em conhecer mais de perto um pouquinho mais sobre o projeto Fruta Imperfeita e recebi minha primeira entrega aqui em casa super fresca, saudável e colorida.

Trata-se de uma assinatura ~ quinzenal ou semanal ~ de cestas com um mix de frutas,  legumes e verduras de pequenos produtores que nem sempre tem a oportunidade de ir para o supermercado pois não são ‘esteticamente perfeitas’.

A ideia da Fruta Imperfeita é conectar as pessoas que estão cansadas dos atuais padrões de beleza, comportamento, consumo e estilo, onde a imagem da perfeição é colocada em um pedestal, que se traduz por status, sucesso e prestígio. E empresa acredita que a quebra desses padrões abre novas possibilidades e nos prepara para encontrar um novo ~ e próprio ~ caminho, mostrando que o ‘ser’ é mais valioso que o ‘ter’.

Com isso, a Fruta Imperfeita quer combater o desperdício e ajudar na conscientização das pessoas para evitar o desperdício de alimentos e incentivar o pequeno produtor.

O mais bacana deste projeto é que toda semana é um mix diferente e surpresa: você escolhe apenas o que não quer receber e a caixa chega no seu endereço com até 14 variedades de frutas, legumes e verduras diferentes. As assinaturas têm tamanhos e valores variados, com cestas a partir de R$ 17 (assinatura semanal mista PP, de 3kg de alimento).

Além disso, a cada nova entrega é possível devolver a caixa da entrega anterior, ajudando na redução de geração de lixo.

Por enquanto o serviço está disponível apenas em algumas regiões da cidade de São Paulo; vale a pena acessar o site aqui e conferir se a entrega está disponível para você. Comparei os valores de alguns produtos e cheguei à conclusão de que vale muito a pena incentivar o consumo consciente e o pequeno produtor, criar novas receitas e ainda receber os produtos frescos sem sair de casa. Vale a pena conferir este trabalho!

    Organizando a geladeira… e a vida!

    Esta semana o blog foi convidado para participar o lançamento da nova linha de geladeiras da Consul. Além do design super moderno, esta linha apresenta uma série de novidades voltadas à utilidade e praticidade, pensando na organização do consumidor. Junto com a apresentação do produto, tivemos uma palestra prática sobre organização de geladeira com a Ivana e Priscila do site Seja Personal Organizer.  

    IMG_4436

    Dentro da geladeira cabe quase tudo: barril de chopp, garrafa de cerveja e bolo de aniversário. Além disso, ela vem com potinhos para organizar melhor a porta e sacolas para separar as verduras e legumes dentro da gaveta.

    IMG_4445

    Depois da palestra fui pra casa e tentei adaptar as dicas à minha rotina. Claro que a geladeira de quem mora sozinho é muito diferente daquelas de casa de família. Aqui tem muita cerveja para receber os amigos e pouca comida, já que fico pouco tempo em casa. Mesmo assim, tinha algumas coisas para melhorar e organizar. Veja algumas dicas que aprendi:

    • Operação organização: comecei a verificar a data de validade dos produtos. Sim, encontrei produtos vencidos e um limão – preto, coitado – perdido. Jogar o que não presta mais é um bom começo;
    • Sobras de comidas ficam mais fáceis de ser visualizadas – e usadas – se armazenadas em potes de plástico ou de vidro transparente;
    • Carnes devem ficar guardadas no congelador e, no dia de usar, devem ser colocadas na parte menos fria da geladeira, próxima à gaveta inferior e não fora da geladeira;
    • As gavetas inferiores são a parte menos fria da geladeira e devem ser utilizadas para guardar legumes e verduras;
    • Evite guardar os ovos na porta para que durem mais;
    • Antes de ir ao mercado, faça sempre uma lista do que realmente precisa comprar, assim você evita trazer para casa alimentos desnecessários ou que já estão escondidos na geladeira.

    IMG_4501

    A partir de hoje, passei a deixar uma listinha com uma caneta sempre à mão, para ficar mais fácil de lembrar o que falta e só ir ao supermercado quando for necessário!

    E aí, gostou das nossas dicas? Como anda a organização da sua geladeira? 🙂

      O Alumínio e o sucesso (Bife no forninho)

      Por Peu.

      “Mais freqüente na cozinha que o Roberto Carlos comendo Friboi, o papel alumínio sempre dá aquela força nas receitas sei lá desde quando. Para terem uma ideia da popularidade do cara, até eu que não tenho forno em casa tenho papel alumínio. Afinal, vai saber quando vamos precisar do nosso amigo multi-uso??!

      Mas apenas alguns dias atrás eu descobri que a chave para o sucesso é feita de alumínio, melhor ainda, de papel alumínio. Depois do segredo que vou contar, tenho certeza que a vida nunca mais será a mesma. Talvez criem uma estátua para mim, dêem meu nome a uma cidade, façam um álbum de figurinhas do Peu…… ou não (o que é mais provável rsrsrs). Se vocês testarem e me contarem o que acharam já está de bom tamanho. 🙂

      O bife do sucesso

      Uma noite qualquer estava em minha casa preparando a janta e pensando como ia fazer aquele bife que não parava de olhar para a minha cara. O mais prático seria tacar na panela elétrica e mandar bala, mas eu sou chato, não gosto de fazer o simples e aquele bife estava me desafiando.

      Foi ai que tive uma idéia e resolvi arriscar: Bife + Forninho + Papel Alumínio.

      Parecia loucura, mas ficou muito bom, é super prático e foi super rápido. Melhor que isso só se fosse de graça!!!! rsrsrs…

      Você vai precisar de:

      • 1 bife
      • Pedaço de papel alumínio (o bastante para embalar bem o bife)
      • Manteiga
      • Temperos
      • Shoyu

      1

      Eu passei um pouquinho de margarina no papel alumínio e por cima do bife, só para dar uma amolecida e dar um gostinho (isso é opcional, já fiz sem e deu certo também). Coloquei o bife (sem temperar), joguei algumas ervas secas (o tempero é pessoal, mas eu coloquei cheiro verde) e coloquei um pouco de shoyu.

      2

      Agora vem o segredo para ficar bom e você não fazer aquela meleca no forninho e no resto da cozinha: como fechar. A ideia é levantar todas as bordas e fazer uma trouxinha, depois aperte as duas extremidades para não abrir.

      3

      A carne vai soltar um pouco de água e se o embrulho abrir vai vazar para todos os lados. Outro cuidado importante é não furar o alumínio no momento de tirar do forno elétrico. Podem acreditar que se furar vai ser uma meleca geral (isso aconteceu comigo =/)

      4

      Se tudo der certo, após 10 ou 15 minutos (depende do forno e da carne), no final você terá algo como a foto acima, só que com pouco mais de caldo (foi esse que furou na hora de tirar rsrsrs).

      É super prático, dá para usar essa ideia para todos os tipos de carne e até para inventar colocando umas cebolas vegetais pré-cozidos e tudo o mais que der na telha junto.

      Por hoje é só, mais rápido que banho gelado no inverno. Tente fazer a receita, se aparecer alguma duvida é só deixar nos comentários e se fizer não se esqueça de mandar um foto pra gente.

      E se você tem alguma dica legal ou receita que queria compartilhar com o pessoal aqui da Casa da Caubi, escreva aqui nos comentários! 😉

      Grande Abraço e até mais!!!”

        A festa no interior

        E para mim este final de semana foi mais um típico daqueles de Agosto, que eu passo no interior desde que nasci.
        Em Monte Azul Paulista (cidade natal da minha família, a quase 420 km de São Paulo), mês de Agosto é sinônimo de festa. É a tradicional Festa do Padroeiro Senhor Bom Jesus, quermesse que celebra o santo padroeiro da cidade.

        É montada uma enorme barraca na praça da Igreja Matriz e durante quatro finais de semana há muita música, comidas típicas, sorteios e o famoso Bingo: entre dinheiro e prendas, lá em Monte Azul o prêmio mais famoso é o frango recheado com farofa. Imperdível, todos de lá sempre falam que a graça do frango é ganhar e não comprar. E assim passamos as noites nas rodadas de jogo até conseguir o tão disputado frango.
        Não há idade para se divertir: desde os pequenos da família até os mais velhos seguem a tradição da festa e (assim como eu!) esperam o ano todo para o grande evento.

        E enquanto jogamos, há porções de carnes, porco, pastel, crepe e por aí vai…
        É um evento que reúne a família toda e tenho paixão por esta festa desde que me conheço por gente. Acredito que a gente precisa de uma paixão, daquelas desde criança, pra gente se lembrar de vez em quando o quanto é bom reviver estes momentos.

        DSC01514

        O famoso “frango com farofa” que ganhamos no Bingo. E lá a gente come com a mão mesmo; é aquele momento em que não há julgamentos ou preconceitos. Só comer o frango e ser feliz. Simples assim:

        DSC01522

        Batata palito, frita com a casca. Perdi a conta de quantas porções em comi no final de semana… ainda acredito que é a melhor batata frita que já comi. Pra mim é o item mais importante da mesa da festa:

        DSC01513

        E a melhor barraca da Festa: doces caseiros incríveis! Cocadas (ok, não gosto de côco, mas quem come, ama), brigadeiro no palito, morango coberto com chocolate, trufas… e maçã do amor:
        Quem sabe não aparece uma receita dessas por aqui?

        DSC01515
        DSC01517
        DSC01520

         

        DSC01519

        Lição do dia: toda cidade grande podia ter um pouquinho de interior né?