Um fondue diferente

 

Este final de semana resolvi fazer uma receita de um jeito diferente! Recebi por aqui um kit super especial da Colgate Luminous White com fondue de queijo, fondue de chocolate e um vinho para distribuir sorrisos por aí. Decidi então chamar a família para compartilhar este momento ~ aproveitando que esfriou um pouco em São Paulo ~ fizemos as duas receitas de um jeito inusitado: substituímos a tradicional panela de fondue pelo combo cooktop + panela de cerâmica e a combinação foi simplesmente perfeita!

Programei o cooktop na função ‘manter aquecido’ e além de derreter o queijo e o chocolate, eles não queimaram e ficaram na temperatura perfeita ao longo de todo o jantar. Muito menos complicado que a panela de fondue, esta solução foi mais prática e mais fácil para limpar depois. Veja abaixo alguns detalhes deste jantar diferente!

Esta é a mesa posta: toalha xadrez em rosa e branco para destacar a panela e as louças. O cooktop ficou bem ao centro para que todos que estivessem à mesa pudessem acessar a panela e o fondue com facilidade. Pratos e guardanapos de cores diferentes para dar um toque descontraído, informal e divertido ao jantar.

No detalhe: o cooler com o vinho à mesa para deixar em uma temperatura agradável sem que o convidado precise se levantar para se servir. E ainda, flores para decorar o ambiente. Como cada convidado toma uma bebida diferente, servi uma xícara de chá, taças de vinho e taça para refrigerante sem me preocupar muito com a disposição da mesa: e este foi o resultado, tudo diferente e mesmo assim combinando!

Para o fondue de chocolate, a combinação foi a mesma em outras cores. Saiu a panela amarela e entrou a panela laranja. Os guardanapos permaneceram os mesmos e desta vez os pratos de sobremesa foram iguais em tons de azul caribe, para equilibrar com o colorido das frutas: banana, uva e morango em bandejas e bowls diferentes mas em tons rústicos de cerâmica.

E aí, o que achou desta maneira diferente para servir o fondue à mesa para os convidados?
Conta aqui! 🙂

60 total views, 1 views today

    Cozinhando por indução

     

    Depois da viagem que fiz para o sul do Brasil para conhecer uma das fábricas da Tramontina, trouxe de presente na mala um cooktop! Isso mesmo, um cooktop portátil de uma boca por indução. Eu nunca tinha cozinhado por indução antes, então acho que vale a pena compartilhar a experiência por aqui e apontar as principais diferenças com o fogão comum.

    Durante a viagem, tivemos um workshop rápido sobre o cozimento por indução.
    Uma das principais características deste tipo de cozimento é o tipo de panela a ser utilizada no preparo dos alimentos. Isso porque, o funcionamento é baseado na geração de um campo eletromagnético, gerado entre a bobina elétrica localizada abaixo da superfície vitrocerâmica com a base da panela. Desta forma, a panela aquece quase que de imediato, transmitindo este calor para o alimento que é aquecido com maior rapidez e com um desperdício de calor quase nulo, já que a superfície vitrocerâmica somente se aquecerá na região coberta pela base da panela.

    Portanto, vale a pena tentar colocar um imã de geladeira no fundo da panela antes de usá-la no cooktop por indução. Se o imã fixar, pode usar! 🙂
    Os tipos de panela ideal para cozinhar por indução são: aço inox, ferro fundido e fundo triplo.

    Outro ponto importante: as panelas também devem ter o fundo plano, para que entrem totalmente em contato com a superfície do cooktop e o alimento seja cozido por igual.

    As principais vantagens do cooktop por indução são:
    Segurança: este tipo de cooktop só funciona quando a panela apropriada é colocada sobre ele. Este modelo da Tramontina mantém toda a superfície em temperatura ambiente, aquecendo apenas o local onde a panela está, evitando riscos de queimadura. Além disso, possui desligamento automático.
    Rapidez: a panela para fogão de indução aquece muito mais rápido e de forma uniforme do que um fogão tradicional, reduzindo o tempo de preparo e cozimento de alimentos.
    Economia: como não precisa de gás para funcionar, basta apenas ligar na tomada.
    Limpeza: como possui superfície de vidro, apenas um pano úmido basta para deixá-lo limpo.

    Veja abaixo as características e especificações do modelo do cooktop Tramontina que tenho por aqui:

    Dados técnicos do cooktop Tramontina:

    Informações Gerais
    – Mesa vitrocerâmica
    – Funcionamento elétrico por indução.
    – Display digital com comando touch
    – 8 níveis de temperatura
    – 9 funções: Sopa, No vapor, Refogar, Fritar, Ferver, Panqueca, Cozimento lento, Manter aquecido e Alta temperatura
    – Função Timer
    – Desligamento automático de segurança.
    – Tensão: 127V
    – Frequência: 50 / 60 Hz.
    – 1 área de aquecimento para panelas com diâmetro min:12 cm e máx:20 cm
    – Potência da área: 1 x Ø 200 mm: 1,30 kW

    Recomendações de Uso
    – O Cooktop Portátil por Indução funciona em 127 V ou em 220 V, não é bivolt.
    – Não utilize o cooktop com panelas de diâmetro superior a 200 mm.
    – Não utilize o cooktop sobre superfícies metálicas como por exemplo, pias e bancadas de aço inox.
    – Não bloquear as aberturas de entrada e saída de ar, a fim de evitar danos no aparelho.
    – O cooktop portátil por indução, não deve ser instalado embutido.
    – Nunca utilizar a mesa vitrocerâmica como superfície de trabalho ou para apoiar objetos.
    – Se for percebida qualquer rachadura na mesa vitrocerâmica, desligar imediatamente o produto e desconectar da rede elétrica.
    – Pessoas que utilizam marca-passo e próteses metálicas devem consultar um médico antes de utilizar o cooktop por indução.
    – Colocar sempre a panela no centro da área de aquecimento.
    – Para o correto funcionamento do cooktop é necessário que o fundo das panelas contenha materiais de indução magnética, ou seja, metal ferroso. As panelas mais indicadas são as de aço inox ou de ferro.
    – As panelas utilizadas no cooktop por indução devem ter o fundo plano, para que fiquem em contato com toda a área de aquecimento.
    – Utilize um imã para verificar se a panela é adequada para o cooktop por indução. Se o imã for atraído pela base da panela, esta é apropriada para este tipo de aparelho.
    – Panelas que não devem ser utilizadas: barro, vidro, alumínio, cerâmica, cobre e outros materiais não magnéticos.
    – A limpeza da superfície vitrocerâmica deve ser realizada sempre com ela fria. Entretanto, quando objetos plásticos, folhas de alumínio, e alimentos que em sua composição contenham açúcar, entrarem em contato com a superfície vitrocerâmica aquecida, será necessário retirar estes resíduos enquanto ela estiver quente, utilizando uma esponja macia umedecida com água.
    – Após a superfície vitrocerâmica esfriar, poderá não ser possível remover estes resíduos derretidos (açúcar, plástico ou papel alumínio).
    – Para uma limpeza perfeita a Tramontina disponibiliza a venda da pasta de limpeza, para polir e remover manchas em superfícies de vidro / vitrocerâmicas

    Peso: 2,25 kg
    Comprimento: 290 mm
    Largura: 360 mm
    Altura: 45 mm
    Garantia: 12 meses

    E aí, você já teve esta experiência de cozinhar por indução?
    O que achou? Conta aqui 🙂

    60 total views, 2 views today