Comemorando 8 anos de Casa da Caubi

É pique! É pique!

Enfim, mais um aniversário do blog! Sim, há 8 anos o dia 25 de maio é uma das datas mais importantes para mim. Ou seja, esta é uma data de recomeços, de transformação e de evolução na minha vida pessoal e profissional. E hoje tenho muito orgulho em estar comemorando 8 anos de Casa da Caubi!

Em primeiro lugar, tudo começou em 2012 quando eu decidi sair da casa dos meus pais para vivenciar a aventura de ser uma dona de casa de primeira viagem. E foi literalmente uma aventura porque eu nunca tinha sido dona de casa. Ou seja, pela primeira vez tive a oportunidade de me virar sozinha: lavar, passar, cozinhar e pagar a minha própria conta de luz.

Eu me mudei para um apartamento alugado e, apesar disso, transformei aquela casa em um lar. E fui muito feliz lá durante um ano.

primeiro aniversario do blog

Já no ano seguinte, mudei para o apartamento onde moro atualmente. Então, resolvi comemorar o segundo aniversário com uma festa para a família e amigos no salão de festas. Teve muita comida boa, decoração no estilo ‘faça você mesmo’ e amor.

2 anos de casa da caubi

Nos anos 3 e 4 escolhi um lugar em um parque para montar um piquenique! Aliás, contei com a ajuda dos convidados, que levaram receitinhas e pudemos aproveitar lindas manhãs ensolaradas com muitos sorrisos, comida boa e amor.

3 anos piquenique
4 anos blog

No ano seguinte, em 5 anos de blog, voltamos para o salão de festas. Lancei um concurso entre os convidados para eleger as melhores receitas, criadas por eles mesmo. Foi um sucesso!

aniversario numero 5

Os anos 6 e 7 foram mais introspectivos no quesito ‘festa’. Chamei minha irmã e minha mãe para me ajudar com uma decoração bem caseira e, mesmo assim, não deixamos passar a data em branco!

6 anos casa da caubi
7 anos blog

Comemorando 8 anos de Casa da Caubi

Já este ano, a minha ideia era fazer uma comemoração com a família e alguns amigos mas, devido à Quarentena, não foi possível.

Mas, mesmo assim, não deixei de comemorar. Resolvi então gravar um vídeo para contar um pouquinho da história do blog e agradecer por todas as pessoas que estão nessa caminhada comigo há 8 anos!

8 anos de casa da caubi

Então, aperta o play e vem conferir o vídeo especial de aniversário do blog:

Aliás, só para não esquecer: volte sempre!

    Vídeo novo: um tour completo da cozinha

    Vem conhecer a minha cozinha

    Hoje é dia de vídeo novo por aqui! Então, que tal aproveitar esse tempinho na sua casa para conhecer a minha casa? Depois de conhecer a sala integrada, chegou a hora de um tour completo da cozinha.

    Quando a minha cozinha aparece por aqui, me perguntam se ela é nova. No entanto, a cozinha foi um dos primeiros cômodos que decorei por aqui logo que me mudei.

    Inclusive, ela sofreu pouquíssimas alterações desde que eu comecei a morar aqui porque considero este cômodo um dos principais da casa, já que com certeza é onde eu passo mais tempo quando estou por aqui.

    Por se tratar de uma cozinha americana e ser toda aberta e integrada à sala e à varanda, ela enfim acabou se tornando parte fundamental da decoração e da identidade visual da Casa da Caubi.

    tour completo da cozinha
    visão geral da cozinha
    minha cozinha decorada

    Um tour completo da cozinha

    E para mostrar esta integração entre os ambientes, primeiramente é possível observar a unidade entre os pisos. Escolhi o mesmo porcelanato para todos os ambientes integrados para ficar com a ideia de continuidade.

    Além disso, a marcenaria da cozinha é a mesma da sala: armários brancos com detalhes em madeira. Quando me mudei para cá, contratei uma arquiteta que projetou a cozinha. Logo depois, a Natalia Salla ~ que foi responsável pela reforma da sala e do meu cantinho do café ~ me ajudou nos armários da sala, para manter as mesmas cores e características da cozinha.

    Aliás, as cores da cozinha também combinam com o resto da casa. São tons de madeira e um marsala bem sóbrio para contrastar com as cores das panelas ~ que ficam espalhadas pela casa ~ e os imãs de geladeira, que são a marca registrada daqui.

    E então, preparado para vir comigo neste tour? Clique aqui e seja muito bem-vindo à minha cozinha!

    E claro, me conta o que achou 🙂

      Vídeo novo: vem comigo no tour pelo banheiro

      Decorando e gastando pouco

      Tem vídeo novo no Youtube da Caubi! Vem comigo no tour pelo banheiro para conhecer e me contar o que você acha desse cômodo por aqui.

      Assim que me mudei para este apartamento, logo coloquei pisos e armários na casa toda. O orçamento era curto porque além dos gastos com a compra do apartamento, documentos envolvidos, tinha a parte da marcenaria que foi a mais cara.

      Então, decidi não investir muito nos dois banheiros que tenho por aqui. Ambos vieram com pisos e revestimentos padrão da construtora e, naquele momento, preferi manter assim.

      meu banheiro organizado

      Simples mas organizado. O tour completo pelo banheiro.

      Assim como o meu segundo quarto – que uso como quarto de visitas – não investi nos banheiros. E esse tour pelo banheiro veio justamente para mostrar que não precisamos investir muito para ter cômodos organizados e bonitos, mesmo sendo simples.

      No começo, eu não gostava muito dos meus banheiros. Simplesmente achava clean demais ou simples demais. Mas, atualmente gosto muito deles desta maneira.

      Com espelho e armário embaixo da pia, consegui me organizar de forma fácil e prática e tenho tudo à mão. Com organizadores e prateleiras, encontrei a minha própria maneira de deixar este cômodo sempre em ordem.

      E a única regra é: tirou do lugar, usou, devolveu. Assim, tudo fica sempre à mão, de um jeito fácil de encontrar. Secador de cabelo, sabonete, cremes, remédios. Cada categoria de item tem seu lugar específico no armário.

      Gastando pouco, é possível transformar o ambiente. E fiz isso de um jeito muito simples nos banheiros de casa. Então, prepare-se e vem comigo curtir mais esse tour pela Casa da Caubi. Chegou a hora dos banheiros e tenho certeza que você vai curtir conhecer um pouquinho mais desse cantinho.

      Vem fazer esse tour completo comigo!

      E aí, o que achou dos banheiros de casa? Me conta!

        Reciclando em casa #2: plástico

        Quantas vezes a gente já ouviu falar por aí que o plástico não é saudável para o meio ambiente? Pois é, não é mesmo. O plástico é um material derivado do petróleo e dos gás natural e possui alta durabilidade, portanto seu descarte na natureza é complicado e muito demorado – pode demorar séculos para este material se decompor no ambiente. Porém, devido ao baixo custo de produção, praticamente todos os produtos que adquirimos em casa tem plástico em sua composição: embalagens de produtos de beleza, limpeza, água, garrafas de refrigerante, embalagens de alimentos e até de produtos de higiene.

        O grande problema, porém, é descartar o plástico junto com o lixo comum. Se for encaminhado junto ao lixo orgânico, pode ir para os lixões e ser queimado indevidamente, gerando poluição (muitas vezes nociva, dependendo do tipo de plástico) à atmosfera. Ou então, pode ir direto a aterros sanitários, se misturando com os demais elementos e assim prejudicando a compactação e decomposição do lixo. Atualmente a taxa de reciclagem deste material no país atinge apenas aproximadamente 18% devido à grande dificuldade de separação do lixo: por isso a importância de separarmos em casa!

        Veja abaixo uma pequena listinha do que pode e o que não pode ser separado e reciclado em casa. As embalagens devem ser limpas antes do descarte, para não haver contaminação e assim tornar possível a reutilização.

        O que pode ser reciclado:

        • Embalagens de produtos de limpeza e beleza;
        • Embalagens de plástico de ovos, frutas e legumes;
        • Canetas esferográficas, escovas de dentes, baldes, artigos de cozinha;
        • Garrafa PET;
        • Saco plástico.

        O que não pode ser reciclado:

        • Copos de iogurte;
        • Embalagens sujas ou engorduradas;
        • Embalagens à vácuo;
        • Fraldas descartáveis;
        • Cabo de panela;
        • Acrílico;
        • Isopor.

        Dica da Casa: sempre que possível escolha pelas sacolas de mercado retornáveis. Além de mais resistentes, demoram anos para serem trocadas. Esqueceu a sacola em casa? Não tem problema; opte por caixas de papelão – no supermercado tem sempre um cantinho o qual podemos pegar as caixas para transporte sem custo. Estas opções são sempre mais sustentáveis do que pegar aquele monte de sacolinha plástica que ficam no caixa.

        plasticoxpapel 

        Fonte: Sua Pesquisa, Info Escola, Instituto GEA,

         2,295 total views

          Reciclando em casa #1: papel

          Desde que virei dona de casa, uma das minhas maiores preocupações é a questão da reciclagem do lixo. O prédio onde eu moro tem a separação daquilo que é reciclável e o que não é, mas mesmo assim sempre aparece aquela dúvida de uma coisinha ou outra e em qual lixo jogar. E como meu espaço aqui em casa é pequeno, deixo tudo aquilo que vai ser reciclado em uma sacola separada do lixo orgânico, e sempre que estiver cheia, já levo pro lixo reciclável.

          Reciclando em casa será uma série com quatro capítulos dentro do tema “Casa Sustentável”, em que iremos falar sobre a separação dos lixos de papel, plástico, vidro e metal e vai ajudar a gente a tirar dúvidas como “será que papel de bala é reciclável?”. A verdade é que a gente sempre acha que nossa contribuição é pequena perto do todo, mas eu acredito que se cada um de nós fizer a sua parte, iremos caminhar para um mundo melhor e mais sustentável. 🙂

          O tema de hoje é sobre o descarte de papel em casa. Você sabia que mais 45% do papel produzido no Brasil em 2011 foi encaminhado à reciclagem? Além disso, hoje é muito comum ver por aí o uso de papel reciclado no trabalho e até mesmo no ambiente doméstico: a qualidade do papel é igual e a gente prejudica menos o meio ambiente.

          Em casa a gente deve ficar atento aos papéis que iremos descartar para reciclagem: não podem estar com restos gordura, resíduos orgânicos ou qualquer outra sujeira que possa contaminar o papel, pois isto o torna um lixo orgânico e não reciclável.

          O que pode ser reciclado:

          • Cadernos, papéis de escritório;
          • Jornais e revistas;
          • Caixas de papelão;
          • Caixas de leite e suco (atenção: devem estar descontaminadas!)

          O que não pode ser reciclado:

          • Papel vegetal;
          • Papel celofane;
          • Papel carbono;
          • Papéis sanitários e guardanapos usados;
          • Fotografias;
          • Fitas e etiquetas adesivas.

          Talvez possa ser um pouco trabalhoso até a gente se adaptar à reciclagem, mas uma vez que a gente se acostuma com o processo de separar o lixo, a organização em casa fica muito mais fácil 🙂
          Fica a dica!

          P.S.: papel de bala não é reciclável!

          ciclopapel

          Fonte: Instituto GEA, Bracelpa

           1,687 total views