Panquecas americanas para o café

Que tal começar muito bem o dia preparando panquecas americanas para o café? Testei essa receita por aqui e foi um sucesso! Uma receita super fácil e prática para variar no café da manhã.

Por aqui amamos panqueca então sempre encontro motivos para testar novas receitas.

Panquecas americanas para o café

Panquecas americanas para o café

Ingredientes:
1 ½ xícara de chá de farinha de trigo
2 ½ colheres de sopa de açúcar
1 pitada de sal
1 pitada de canela em pó
2 ovos
1 xícara de chá de leite
2 ½ colheres de sopa de óleo
2 colheres de chá de fermento em pó
1 pitada de bicarbonato de sódio
Óleo ou manteiga para untar a frigideira

Modo de fazer:
Primeiramente, em uma tigela grande, misture a farinha, o açúcar, a canela em pó e o sal.

Em seguida, em uma tigela pequena, quebre um ovo de cada vez e junte à mistura de secos – se um estiver estragado você não perde a receita. Acrescente o leite, o óleo e misture bem com o batedor de arame até ficar liso.

Então, deixe a massa descansar por 10 minutos. Adicione o fermento em pó, o bicarbonato e misture bem.

Por fim, leve uma frigideira antiaderente ao fogo médio. Quando aquecer, com um pedaço de papel toalha, unte o fundo da frigideira com óleo – repita essa operação a cada leva. Coloque duas conchas da massa no centro da frigideira, abaixe o fogo e deixe por 2 minutos até a lateral da panqueca começar a firmar e formarem bolhas no centro da massa.

Assim, com uma espátula, vire a panqueca e deixe por mais 1 minuto para dourar o outro lado por igual. Transfira para um prato e repita com o restante da massa, untando a frigideira a cada panqueca.

E enfim, as panquecas estão prontas para servir!
Por aqui, finalizei com mel e morangos… ou seja, é só deixar a criatividade rolar para acompanhar as suas panquecas.

Bom apetite!

Panquecas americanas para o café
Panquecas americanas para o café
Panquecas americanas para o café

E então, o que achou do resultado? Me conta aqui mas aproveita também para curtir o Youtube da Caubi e conferir o vídeo completo das panquecas. Enfim, te espero lá! 🙂

    Como fazer uma festa em casa

    Uma inspiração simples para festejar na Quarentena

    Estamos em Quarentena em casa desde de março e, desde então, já tivemos alguns aniversários por aqui. Para não passar em branco e nem deixar de comemorar, montei uma festinha para o meu cunhado ~ o aniversariante da vez ~ para que a gente pudesse festejar a saúde e a união da nossa família. Veja como fazer uma festa em casa!

    Como fazer uma festa em casa

    Primeiramente, escolhi o local da ‘festa’: minha varanda. É o espaço que cabe mais pessoas ~ que no caso desta reunião foram 5 ~ confortáveis para comer e aproveitar o dia. Além disso, a varanda é o espaço mais iluminado da casa. Então, podemos aproveitar o dia sem pressa e com iluminação natural. Ainda, tivemos muita sorte porque no dia da comemoração, estava bem sol em São Paulo.

    Depois, escolhi os balões. Afinal, festa sem balão não é festa né? Quis trazer uma leveza ao ambiente e, ao mesmo tempo, alegria. Então, comprei um pacote com 50 bexigas transparentes e fitilho branco.

    Após encher todas as bexigas, fixei no teto com fita crepe, que não danifica a pintura ou textura da tinta do teto.

    Como fazer uma festa em casa

    Além de criar um ambiente lindo e festivo, ficou super ‘instagramável’ para uma sessão de fotos. Todos nós aproveitamos para fazer fotos lindas, com um cenário super diferente e sem sair de casa.

    Como fazer uma festa em casa
    Como fazer uma festa em casa

    A produção da mesa deu destaque para os doces:

    Mini bolo, fatias de tortas e macaron. Todas as cores dos docinhos em uma mesa com toalha e guardanapo em candy color com talheres dourados. Aquele charme para animar ainda mais a comemoração!

    E então, o que achou desta ideia? Em tempos de pandemia, ter saúde para passar o aniversário bem e com a família, é motivo para comemorar!

    Aproveite, se joga na criatividade e comemore muito por aí também!

      Um buffet para receber em casa

      É possível transformar nossa casa para receber bem

      Ao longo desta quarentena, pude perceber que é possível criar um buffet para receber em casa e aproveitar a família neste momento que pede tanta união e amor.

      Reunir a família à mesa é uma das minhas paixões por aqui. E brunch tem se tornado a minha refeição favorita aos finais de semana. Emendar o café da manhã com o almoço e misturar o cardápio das duas refeições em uma só tem sido incrível. Além disso, é possível sentar à mesa sem pressa para aproveitar o dia com comidas deliciosas e bom papo em família.

      Esta foi a última mesa que montei aqui na varanda, para celebrar o dia dos pais.

      Um buffet para receber em casa

      Para criar um clima descontraído, escolhi servir como um buffet para receber em casa. Ou seja, coloquei todas as comidinhas à mesa e deixei pratos, talheres e copos no balcão de apoio para que cada um pudesse se servir.

      Portanto, foi possível criar um clima informal e de descontração à mesa. Além disso, pudemos sair da refeição tradicional e aproveitar várias horas petiscando em torno da mesa.

      Muitas cores para receber

      Um buffet para receber em casa

      Primeiramente, escolhi a toalha. Com uma estampa xadrez em branco e azul, foi possível abusar nas cores das comidinhas: queijos, embutidos, frutas, bolo, torta, salada e pães. Escolhi um cardápio fácil de servir, que não precisou de muitos tralhares para partir ou cortar e também itens que pudessem ficar algumas horas fora da geladeira.

      Mas a atração principal da mesa com certeza foi a tábua de queijos elaborada pela Due Queijos e Vinhos. Com muitas cores e delícias, este foi o presente que eu e minha irmã demos para o meu pai. E ele amou!

      O segredo é servir tudo com muito amor. Porque quando a gente faz com o coração, todo mundo percebe e sente também.

      E então, o que achou das sugestões? Conta aqui 🙂

        Como montar um brunch em casa

        Transformando a casa em um verdadeiro hotel

        Para quem me conhece sabe que uma das minhas atividades favoritas é reunir pessoas amadas em casa. E se for para uma refeição, melhor ainda. Ou seja, casa, comida e amor: tem coisa melhor? Então, hoje vou mostrar como montar um brunch em casa para receber, compartilhar e ser feliz.

        Primeiramente eu escolho o cardápio. Para esta composição a seguir, decidi fazer um brunch para a família com muitos pães, queijos, frutas e café. Assim, com as ‘cores da comida’ definidas, escolhi a toalha de mesa. O dia estava claro e lindo e quis muito que o céu de fora combinasse com a decoração de dentro. Então, escolhi uma toalha azul xadrez com tons em candy color amarelo e lilás.

        Depois, a partir da toalha, foi possível escolher as louças. Aqui em casa eu não tenho pratos iguais. Todos ~ sem exceção ~ são diferentes de propósito e eu amo isso porque me faz usar sempre a criatividade em criações diferentes. Ou seja, nenhuma mesa será igual a outra, tornando cada evento em casa especial e personalizado.

        Como montar um brunch em casa

        Mas os detalhes também são importantes. Aliás, os detalhes que fazem toda a diferença. Entre tantas delícias, coloque delicadeza: no meio dos pratos e frutas, uma mini boleira com alguns macarons ou então, duplas de brigadeiro espalhadas pela mesa em pratinhos em formato de coração.

        Como montar um brunch em casa
        Como montar um café em casa
        Como montar um brunch em casa delicioso

        Como montar um brunch em casa

        Não se esqueça que você sempre pode inovar em casa com tudo aquilo que você já tem: louças, toalhas, comidinhas. É só usar a criatividade e ter o amor como principal ingrediente para servir à mesa.

        Com certeza isso fará toda a diferença e deixará seus convidados muito felizes em estar em um ambiente lindo e aconchegante, como um hotel em família.

        preparar um verdadeiro brunch de hotel

        E então, que tal aproveitar uma manhã em casa para preparar um verdadeiro brunch de hotel? Me conta aqui o que achou das ideias e quero saber se você fizer por aí também 🙂

          10 lições que aprendi na Quarentena

          O que a gente aprendeu?

          E por aqui, já completamos dois meses em Quarentena. Mas, você já parou para pensar o que isto significa? Então, eu decidi listar 10 lições que aprendi ao longo da Quarentena para compartilhar com você.

          Algumas lições mais duras e outras positivas. Mas isso não significa que todas não sejam importantes. Aliás, todos os ensinamentos da Quarentena são valiosos e nos mostram que podemos mudar. Não porque a gente quer, mas porque a gente precisa mudar.

          A gente precisa enfrentar novos tempos para voltar ao que éramos antes. Aliás, algum dia voltaremos a ser como éramos antes?

          As 10 lições que aprendi na Quarentena

          1. O que é vontade e o que é necessidade
          2. Me colocar no lugar do outro
          3. Meus atos afetam a minha comunidade
          4. O poder do abraço
          5. Viver intensamente cada momento
          6. Aprendendo a conviver comigo mesma
          7. Não podemos controlar tudo
          8. Quem eu quero na minha vida
          9. Desenvolvi novas habilidades
          10. Nem sempre está tudo bem. E tudo bem.

          Assim como o mundo está passando por transformações, precisamos ficar atentos para começar esta mudança dentro de nós mesmos. Porque apesar das dificuldades eu tenho certeza que iremos conseguir.

          Juntos somos mais fortes. Porque o Corona veio nos ensinar que não estamos sozinhos. Aliás, nunca estivemos. Mas estávamos precisando de um lembrete para deixar para trás os velhos hábitos e ter uma segunda chance para começar de novo. Recomeçar. Nunca é tarde demais para começar.

          Isto é, se estivermos dispostos a aceitar as mudanças. E não é fácil. Mas acredito que poderemos chegar lá.

          10 lições que aprendi na Quarentena

          Então, vem pro Youtube da Caubi conferir essa reflexão:

          Me conta o que achou dessas lições e como você está aprendendo por aí também. Porque eu acredito que temos que melhorar, evoluir e progredir sempre. Primeiramente por nós e depois pela nossa família e pelo mundo.