A minha varanda

 

Neste post vou contar ~ e mostrar ~ um pouquinho mais sobre a varanda da minha casa. Na verdade, ela foi um dos motivos principais por eu ter comprado este apartamento… quando vi, foi amor à primeira vista.

Com uma vista privilegiada de São Paulo, eu moro no 26º andar e logo que me mudei para cá, fiz algumas alterações na planta original. Inicialmente, meu apartamento tinha 3 dormitórios mas, por morar sozinha não vi a necessidade de ter três quartos. Então, desmanchei o ‘dormitório 2’ para ampliar a sala e tirei a porta da varanda, tornando toda a área social da casa em uma só.

Outro problema que eu tinha e que acabou virando uma solução, foi o ar condicionado. Por aqui, só tenho o ar condicionado no quarto e a máquina de saída do ar fica na varanda (fiz um post há um tempo atrás mostrando o antes e depois aqui). Então, meu pai fez o projeto deste móvel em madeira ripada para esconder a máquina do ar. E o que era improviso virou um dos meus cantinhos favoritos da casa: minha horta e cantinho do café.

E uso também este móvel como mesa de apoio quando recebo mais pessoas por aqui.

O único ponto negativo por aqui é a obrigação de manter pelo menos uma das partes de vidro aberta quando for ligar o ar condicionado. Como o ar que sai da máquina é quente, é preciso manter algum tipo de ventilação para não esquentar muito o ambiente ou a máquina.

Do outro lado, fica a churrasqueira. Não sei se a exaustão do prédio é muito boa ou se é porque eu moro no último andar, mas nunca tive problema com fumaça ou cheiro por aqui. Claro que sempre que uso, as portas de vidro ficam abertas e preciso ligar o botão do exaustor. Com o ambiente integrado, a área da churrasqueira ficou maior e mais confortável para os convidados.

Se a planta do seu apartamento é parecida com essa, recomendo pensar em abrir os ambientes para integrar a área social da casa. Além de ficarmos com a impressão de amplitude, você usa muito mais todos os ambientes da casa.

Gostou dessa mudança? Conta aqui o que achou 🙂

    Removendo manchas difíceis

     

    Mês passado fui a um evento muito legal que LG organizou: um encontro o Dr. Tira Manchas, que nos ensinou truques super diferentes, práticos e rápidos para remover as manchas ~ até aquelas mais difíceis ~ do cotidiano sem danificar as roupas.

    Além de nos mostrar os truques para tirar manchas, também pudemos conhecer um pouquinho mais sobre a máquina lava e seca Top Gun Inverter da LG, com capacidade de 14 kg, que possui seis movimentos diferentes de lavagem em 12 programas, com 13 ciclos extras.

    Veja abaixo alguns dos programas de máquina lava e seca que facilitam nossa rotina:

    Jeans

    scan1

    Roupa de cama, mesa e banho

    scan2

    Veja agora alguns truques para remover manchas. É só misturar os ingredientes ~ a famosa ‘misturinha’ ~ e aplicar direto na mancha. Dependendo do tamanho, é mais fácil aplicar com uma escovinha para facilitar o trabalho. Logo em seguida, é só lavar e secar normalmente:

    Catchup
    1 colher de sopa de sabão em pó
    1 colher de sopa de lustra-móveis
    2 colheres de sopa de água sanitária

    Batom
    1 colher de sopa de removedor
    1 colher de sopa de lustra-móveis
    3 colheres de sopa de limpeza pesada

    Graxa
    1 colher de sopa de sabão em pó
    1 colher de sopa de lustra-móveis
    1 colher de sopa de limpeza pesada

    Shoyu
    1ª fase: limpa vidros
    2ª fase: 1 colher de sopa de sabão em pó + 3 colheres de sopa de água sanitária

    img_4017

    Manga
    1 colher de sopa de sabão em pó
    1 colher de sopa de água
    3 colheres de sopa de água oxigenada

    Tinta de caneta
    3 colheres de sopa de lustra-móveis
    1 e ½ colher de sopa de removedor
    1 colher de sopa de detergente incolor

    Vinho
    1 colher de sopa de sabão em pó
    1 colher de sopa de água
    5 colheres de sopa de limpeza pesada
    5 colheres de sopa de água sanitária

    img_3719

    E aí, o que achou desses truques?
    Você conhece algum segredo para tirar manchas? Conta aqui 🙂

      10 dicas do Dr. Tira Mancha

       

      Quando eu saí da casa dos meus pais, não sabia nem onde ficava o botão para ligar uma máquina de lavar roupa. Ao longo dos anos – e muitas roupas danificadas depois – aprendi que não se mistura roupa branca com colorida, roupa delicada se lava na mão e que calça jeans demora muito tempo para secar no varal.

      Mesmo assim, sempre aparecem algumas dúvidas que a gente só resolve procurando na internet ou ligando para a mãe. Pensando nisso, a LG e o Dr. Tira Manchas listaram 10 dicas para conservar melhor as roupas, minimizar os danos aos tecidos durante o processo de lavagem e fazer com que as lavagens sejam mais econômicas. Afinal, se a gente lavar a roupa direitinho, economizamos tempo, energia e produtos de limpeza né?

      Confira as dicas abaixo:

      1. Sempre confira as instruções de lavagem presente nas etiquetas das peças. As orientações de fábrica são fundamentais para a conservação do tecido;
      1. Antes de lavar as roupas é preciso separá-las por cores, isso porque durante a lavagem uma pequena parte das fibras que compõe os fios acaba se soltando fazendo com que algumas fibras se dispersem e outras peças fiquem com um aspecto envelhecido ou manchado. Evite também misturar roupas de uso pessoal com itens de uso doméstico, como panos de cozinha e toalhas, por exemplo;
      1. É natural que zíperes e apliques metálicos danifiquem outros tecidos. Peças que contenham esse tipo de adereço devem ser lavadas separadamente ou com outros tecidos que não sejam tão delicados;
      1. É comum as pessoas pensarem que quanto mais espuma, mais bem lavada uma peça está, porém, para que tenhamos uma boa lavagem são necessários vários fatores que combinados entre si, geram uma boa limpeza. A composição da fibra do tecido, a cor, o tempo de lavagem, o tipo de produto químico que age sobre ele, a temperatura da água, entre outros, é o que realmente vai dizer sobre a efetividade da lavagem;
      1. Nunca coloque sobre a sua peça produtos químicos concentrados, pois muitas vezes estes produtos danificam o corante da peça deixando-a manchada ou esbranquiçada. Para que isto não aconteça é recomendado que primeiramente o produto seja diluído em água;
      1. Alguns tecidos, como malhas, por exemplo, podem esgarçar quando lavadas e pendurados no varal. Nestes casos, é recomendado que a peça seja seca na secadora ou estendida na horizontal;
      1. Para limpar manchas de óleo, uma das mais comuns nas roupas, basta colocar a peça sobre um lugar limpo e aplicar a mistura de duas colheres de sopa de lustra móveis e uma colher de detergente incolor (é necessário que o detergente seja incolor), sobre a mancha do óleo, aguardar agir por cerca de um minuto, esfregar o local e em seguida fazer o enxágue. Após esse procedimento, deve-se lavar a peça normalmente;
      1. É muito comum crianças voltarem de passeios com a roupa suja de barro. Para remover essa mancha, é recomendado fazer uma mistura de duas colheres de sopa de limpa vidros, com duas colheres de produtos para limpeza pesada e uma colher de lustra móvel e aplicar sobre o barro. Deixar agir cerca de dois minutos, esfregar cuidadosamente e enxaguar a peça para retirar todo o produto. Vale reaplicar a mesma mistura e repetir o procedimento caso a mancha persista em ficar. A partir daí, seguir com a lavagem normal do tecido;
      1. As lavadoras front load – máquinas com abertura frontal – que contam com sistema de tombamento, são mais eficientes do que as top load – com abertura superior -, que contam com sistema de agitação. Isso porque no movimento de agitação a roupa é movimentada para frente e para trás, através do agitador. Esse atrito provoca formação de bolinhas’ sobre a superfície do tecido, e posteriormente furos e rasgos. Já no movimento de tombamento, a peça é puxada para cima e desce com o movimento da queda, simulando o movimento das mãos. Dessa forma, o sistema front load obtém melhor desempenho na lavagem, uma vez que a quantidade de sabão continuará sendo a indicada pelos fabricantes, só que ao invés de ser diluída em um tambor cheio de água, a lavagem será mais concentrada. O resultado é maior capacidade de remoção da sujeira, lavando melhor e mantendo a conservação do tecido;
      1. Na transpiração liberamos sal e gordura nos tecidos. O sal do nosso suor, o pólen e a poeira suspensos no ar, são facilmente removidos pela água, porém, a gordura é insolúvel na água e não sai apenas com a ação da água. Para removê-la devemos utilizar o sabão. No entanto só o sabão e água por si, não podem eliminar toda a sujidade da peça. É preciso promover a agitação da água e criar o movimento de esfregar, assim é possível limpar de forma eficiente.

      IMG_8076

      E aí, o que achou da dicas?
      Tem algum truque diferente para lavar a roupa? Conta aqui 🙂

        Um pedacinho do blog na sua casa

         

        É com muita alegria que divulgo aqui a maior novidade do ano: a lojinha da Casa da Caubi. Desde que apareceu a ideia de criar um blog para compartilhar a minha rotina de dona de casa, fiz ~ e faço ~ tudo com muito carinho e personalidade. A decoração, os utensílios, as toalhas e as histórias… é tudo o que amo e tudo o que sou.

        Há mais ou menos dois meses, minha mãe me ajudou na ideia de criar algumas peças com a cara da Casa da Caubi para que eu pudesse compartilhar com você um pouquinho desse amor que levamos diariamente à mesa.

        Ou seja, agora é possível ter um pedacinho da Casa da Caubi na sua casa! Basta acessar o site: http://loja.casadacaubi.com.br e dar uma olhada nas peças disponíveis. Toda semana tem novidade na lojinha e, tudo o que a Casa posta nas redes sociais do blog está disponível para a sua casa também 🙂

        banner

        produtos

        Na lojinha é possível navegar nas categorias de produto: caminho de mesa, guardanapo, jogo americano, toalha de mesa e Natal. Todos os itens estão disponíveis para compra em até duas vezes no cartão de crédito. O envio é feito pelos Correios e enviamos para todo o país!

        Qualquer dúvida, pedido ou sugestão, o email da lojinha é euquero@casadacaubi.com.br. Vou adorar receber uma mensagem sua <3

        Aproveite para presentear quem você ama e espalhe o amor do blog por aí!

        produtosssss

        E aí, o que achou? Este projeto está sendo desenvolvido com o maior carinho: espero que você goste. Venha fazer uma visita e conta por aqui sua opinião 🙂

          Bolo de fralda: o passo a passo para fazer em casa

           

          Pra continuar os preparativos do chá do Lucca, a San fez um passo a passo do bolo de fralda que fez o maior sucesso na decoração. Além de fácil de fazer, fica lindo na mesa. Veja aqui o tutorial para te ajudar se você estiver pensando em organizar a chegada do seu bebê.

          Material necessário:
          62 fraldas
          Elásticos de dinheiro número 18
          Fitas da cor de sua preferência
          Cola quente
          Sapatinho de bebê
          Suporte ou prato de bolo

          IMG_8732

          Modo de fazer:

          Enrole a fralda e junte de três em três com o elástico. O importante é não dar 2 voltas com o elástico para não amassar muito a fralda (assim você pode usá-la no bebê quando ele nascer).

          Imagem1

          Depois junte os conjuntos de 3 para de acordo com o tamanho do suporte. Veja se ficou algum ‘buraco’ entre os encaixes e coloque fraldas avulsas. A San fez o bolo com dois andares, sendo o primeiro andar com 36 fraldas e o segundo com 26.

          No bolo do Lucca nós decidimos usar as cores azul, preto e branco para a decoração, por isso a San usou duas fitas coladas com cola quente, uma por cima da outra.

          IMG_8743

          Junte as duas pontas da fita e finalize com um laço. A San fez um laço com a fita azul e finalizou com a fita preta e branca colando com cola quente.
          Coloque o sapatinho no topo para finalizar e está pronto para enfeitar a mesa!

          IMG_8265

          E aí, o que achou dessa ideia?
          Conta aqui pra gente 🙂