Uma decoração de praia

Que tal aproveitar o verão para montar uma mesa temática? Por aqui, aproveitei alguns itens com o tema “praia” que ganhei da Riachuelo e montei alguns ambientes no Shopping Garden. Vem conferir o resultado para se inspirar em montar uma mesa no melhor estilo desse clima:

Muito azul, branco e peças com os temas de praia ajudaram a compor o cenário com muita alegria em um clima informal e descontraído.

Misturando estilos e cores é possível criar um ambiente para receber a família seja na praia ou na cidade. Com estes itens temáticos, você leva seus convidados para um dia no mar, mesmo que seja dentro de casa.

E aí, o que achou deste resultado?

    Noronha em um dia: o ilhatur

    Para espantar o frio de São Paulo e matar as saudades do calor do Nordeste, vou contar hoje sobre o primeiro passeio que fiz em Fernando de Noronha. Fui para lá com duas tias e uma prima e saímos de São Paulo em uma quarta-feira às 09h30 de Guarulhos com escala em Recife. A escala é de quase duas horas e o voo até Noronha é de mais uma hora de duração. Chegamos em Noronha às 16h30 – horário local (1 hora a mais que o horário de Brasília). Neste primeiro dia não dá para fazer muita coisa além de deixar as malas na pousada e sentar para comer em algum lugar. O importante é se planejar para o dia seguinte, descansar bastante e se alimentar bem.

    No dia seguinte ~ o que seria nosso primeiro dia de passeio ~ optamos por fazer o “ilhatur”. É um dos principais passeios da ilha e normalmente as pessoas fazem no primeiro dia porque é aquele tour geral, o qual é possível conhecer os principais pontos de Noronha com um guia. O passeio começa às 08 da manhã; o guia passa na pousada com um jipe e pega os turistas. Os grupos são bem pequenos, então é possível das atenção às pessoas e fazer os passeios com bastante calma. Nosso grupo tinha 9 pessoas e conseguimos aproveitar bastante.

    A primeira parada foi a Praia do Sancho, eleita a mais bonita do mundo. É difícil acreditar no que os olhos estão vendo: realmente é um lugar de tirar o fôlego. A cor da água, do céu e da mata: tudo misturado em um cenário incrível e paradisíaco.

    SONY DSC

    SONY DSC

    Mais à frente, é possível encontrar o Morro dos Dois Irmãos, um dos símbolos de Fernando de Noronha. Tivemos a sorte de um dia lindo ajudar ainda mais neste paisagem.

    SONY DSC

    Para chegar à praia, há uma trilha ~ que ninguém conta ~ que requer certo grau de coragem. Há uma escadaria entre as pedras que para descer é no ritmo “respira fundo e vai”. Nunca me senti tão próxima do filme 127 Horas antes. É tenso mas é passageiro.

    SONY DSC

    Em seguida, há uma descida entre as pedras mais tranquila que, ao final dá para esta vista:

    SONY DSC

    Todo o esforço vale a pena para encontrar este lugar ao final da caminhada. É lindo e incrível!

    SONY DSC

    Na praia do Sancho ficamos por volta de 1 hora e é possível mergulhar com pé de pato e snorkel. Foi a primeira vez que usei estes equipamentos e confesso que não é tão fácil quanto parece! O que eu engoli de água salgada…. rsrsrsrs mas a vista embaixo da água compensa qualquer tosse futura. A água é tão cristalina que conseguimos ver até o fundo do mar. Peixes, polvos, estrelas do mar e corais. Muitas cores misturadas no azul turquesa do mar.

    DSC01384

    Saindo do Sancho, vamos em direção à Praia do Sueste. Ali, é possível mergulhar com tartarugas marinhas e observar um pouco de “sua rotina” rsrsrs… o mar parece super tranquilo mas as ondas são super cansativas; este é o passeio que quase me matou de fome! Nadar a menos de um metro de distância das tartarugas é muito emocionante.

    DSC01583

    DSC01585

    Logo em seguida, seguimos para a praia Cacimba do Padre. Tradicionalmente, esta é a praia para os surfistas que gostam de pegar boas ondas mas quando chegamos lá estava praticamente deserta. Uma delícia para colocar os pensamentos em ordem e refletir sobre o momento. Logo na saída da praia existem algumas barracas que servem almoço e experimentamos o peixe na folha de bananeira, uma delícia.

    SONY DSC

    Depois do almoço fomos ao outro lado da ilha, para observar o mar de fora: a parte de Noronha que fica para o alto mar.

    SONY DSC

    E, por fim, por volta das 17h fomos ao Mirante do Boldró para observar o pôr do sol. Esse lagartinho se chama “mabuia” e é tradicional de Noronha. A primeira vez que vi quase morri de medo mas ele é inofensivo e está por todos os lugares. Fiquei sentada em uma pedra no mirante e, em 10 minutos, apareceram cerca de 8 desses bichinhos andando por aí.

    SONY DSC

    Como o tempo estava meio nublado, o pôr do sol não foi completo… mas com certeza a vista valeu a pena.

    IMG_2885

    O ilhatur se encerrou com esta paisagem e por volta das 18h30 retornamos à pousada.

    SONY DSC

    Gostei muito deste passeio para conhecer melhor as praias e os locais de Fernando de Noronha. Assim foi mais fácil se localizar por lá.

    Dicas para este passeio: leve ou alugue seu equipamento de mergulho. Como é um passeio bem demorado, leve na mochila apenas o essencial: protetor e repelente são indispensáveis, assim como uma canga para se secar. Se você gosta de fotografia, leve sua própria máquina fotográfica aquática. Se você não tiver, alugue antes do passeio para você mesmo tirar suas fotos – o nosso guia tirou fotos nossas e depois fez um CD – fiquei com vontade de chorar das fotos que ele tirou… pouquíssimas se salvaram!

    De resto, aproveite que este é um passeio incrível! 🙂

    50 total views, no views today

      Um paraíso escondido no Guarujá

      Este final de semana fui para o Guarujá na casa de uma amiga, que fica na Praia de Enseada. Super famosa, esta praia fica hiper lotada no verão, por isso decidimos tentar algo mais tranquilo. Foi quando conheci a incrível Praia do Éden. Escondida por uma trilha no Morro de Sorocotuba, é preciso caminhar para chegar até lá.

      Saindo de Enseada, é preciso pegar a Estrada de Pernambuco e, logo em seguida, a saída para o Morro de Sorocotuba. São quase cinco minutos de subida de carro e, chegando ao topo, é possível deixá-lo no estacionamento ou nas proximidades. Em seguida, tem uma trilha no meio da mata para descer à Praia do Éden e aqui tivemos que prestar muita atenção; a trilha é composta de pedras e é bastante íngreme, com pequeno trânsito de pessoas descendo e subindo.

      eden

      Mas acredite, tudo vai ser recompensando. Já na metade da trilha é possível ver o que vem pela frente. Um mar que mistura o verde e o azul, cercado pela Mata Atlântica em uma encosta de pedras. A vista é de tirar o fôlego e é quase impossível acreditar que estamos em São Paulo.

      IMG_4830

      IMG_4911

      A praia é bem “curta” e tem cerca de 100 metros de areia até tocar o mar. As ondas são bem fortes, mas apenas no começo. Se chegar mais ao fundo, a água é mais fria e não tem nenhuma onda. Uma delícia para se refrescar e, se tiver sorte, encontrar algumas tartarugas marinhas. Existe um quiosque também que serve bebidas e aperitivos mas grande parte dos turistas leva seu próprio isopor para ficar mais à vontade. Lembre-se apenas que todo o trajeto de descida se torna uma subida na volta e é bem trabalhoso subir com tudo aquilo que levamos.

      Não se esqueça também do repelente, principalmente durante o trajeto de trilha.

      IMG_4910

      A Praia do Éden é o lugar ideal para quem buscar tranquilidade em um refúgio paradisíaco, bem perto de São Paulo. Este final de semana estava bem cheia mas impossível de ser comparada à lotação de outras praias como Enseada ou Pitangueiras. Ainda, é possível encontrar pessoas praticando stand up paddle e canoagem. Com certeza vale a visita!

      praia-do-eden-guaruja2-por-enioprado

      praia-do-eden-guaruja-por-enioprado

      Praia Branca Guarujá - prainha

      Que tal aproveitar o verão para conhecer novos lugares?

      62 total views, no views today