Um brunch na varanda do apartamento

O clima de Natal já começou a aparecer por aqui

Para quem conhece a Casa da Caubi, sabe quem uma das minhas atividades favoritas da vida é receber a família e amigos em casa para grandes refeições. E a minha refeição predileta é o brunch na varanda do apartamento. Ou seja, foi praticamente tudo o que eu fiz por aqui ao longo dessa quarentena rsrsrs…

Um brunch na varanda do apartamento

Um brunch na varanda do apartamento

Então, para entrar no clima de Natal, fiz uma mesa de brunch para receber alguns amigos em casa com alguns detalhes bem natalinos neste último final de semana.

A toalha escolhida foi uma xadrez em vermelho e branco e, a partir daí, pude começar a combinar as cores das comidas, louças e decoração.

Mesclei as cores dos pratos e das canecas de café. Mas os detalhes que fizeram a diferença foram nas comidinhas.

Pães, bolos, queijos e até panetone. Todos com os mesmos tons natalinos da toalha e dos objetos decorativos que fui espalhando na extensão da mesa.

No detalhe: um trenzinho de madeira passando pela tábua de queijos, onde os tomatinhos se misturam com as bolas emprestadas da árvore que ainda vai chegar.

E pertinho dos bolos e dos panetones, nozes e pinhas ajudam a deixar a mesa ainda mais com a carinha de Natal.

Um brunch na varanda do apartamento
Um brunch na varanda do apartamento

Aliás, o toque especial das louças ficou com os pratinhos de apoio do Ateliê de duas. Com as frases ‘que bom que você veio’ e ‘good morning’ em tons de verde, este foi o toque que estava faltando à mesa junto com os guardanapos estampados com presentes dourados em um tom de verde mais escuro: a combinação perfeita para começar a comemoração do Natal.

pratos atelie de duas
uma mesa tematica de brunch

E então, o que achou desta proposta de decoração de mesa para começar a se animar com a chegada do Natal por aí?
Me conta 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *