Primeiro passo: caminhar

 

E o projeto “Corre, gordinho” está sendo retomado com toda força total neste 2016! O foco agora é o Carnaval (ok, falta pouco mais de uma semana, mas preciso de alguma motivação a curto prazo né?). Comecei a mudar bastante coisa no meu cardápio diário (ainda vou escrever aqui sobre as mudanças alimentares que estou adotando e como está sendo difícil trocar velhos hábitos 🙁 ) e já comecei a sentir bastante diferença na minha disposição, sono e funcionamento do meu organismo.

É incrível perceber como algumas pequenas mudanças afetam muito além do peso e da balança…. e isso porque ainda não fiz nenhuma alteração radical: continuo comendo minha pizza e um churrasco no final de semana e bebo refrigerante diet quando tenho vontade. Pretendo evoluir aos poucos, para não ter nenhum choque ou tristeza.

Depois do feriado de São Paulo, resolvi levantar do sofá e começar uma nova fase deste projeto: o exercício físico. Academia anda muito caro por aqui e ainda não é um gasto que cabe no meu orçamento. Também não é desculpa para que eu não faça alguma coisa. Perto de casa existe um parque bem pequeno e super gostoso. Acredito que muita gente teve a mesma ideia que eu e resolveu sair de casa para caminhar ~ ou correr ~ neste parque. Ele ocupa um quarteirão de aproximadamente 1km em toda sua extensão, então é mais fácil medir o quanto foi percorrido.

Comecei com uma caminhada leve: 5 voltas pelo parque andando em ritmo médio, sem parar. Já foi o suficiente pra suar e cansar rsrsrs… como estou sem ritmo nenhum de exercícios, acredito que também não vale a pena forçar muito agora; o importante no momento é ter regularidade. Confesso que foi ótimo! Me senti super disposta depois e dormi mais cedo – e melhor!

Se você tem um parque perto de onde mora ou trabalha, faça essa opção. Confie em mim: o tempo passa mais rápido, é menos dolorido e observar o que há em volta é muito prazeroso. Além disso, depois da caminhada sempre tem um carrinho de coco ou açaí te esperando para um refresco!
O importante é começar 🙂

IMG_1684

IMG_1690

IMG_1693

Para quem quiser, a minha dica é o Parque Severo Gomes, que fica localizado na Granja Julieta zona sul de São Paulo.

    A playlist da semana

    E depois do feriadão, dos excessos de comidas gordurentas e sonecas durante a tarde, está na hora de levantar o bumbum do sofá e se exercitar. Depois da inércia, tomei a decisão de fazer alguma coisa hoje e fui pro parque. Gosto muito de andar de patins na ciclovia do Parque Ibirapuera. Não há nada melhor do que colocar um som alto, sentir o vento e ver um pouco de natureza nessa selva de concreto de São Paulo.

    E a sensação é tão boa que vou me comprometer em tornar isto uma rotina. Praticar esportes ao ar livre levanta os ânimos e deixa aquela sensação gostosa de que fizemos algo para o dia render.

    Se você se animou, acho que é hora de mudar e adotar este hábito também. Não só pela saúde, pelos quilinhos que queremos mandar embora, mas também pela sensação boa que fica depois. Já decidi: vou começar a correr aqui pelo parque do bairro pela manhã, antes de trabalhar. Vou contando aqui os resultados e se realmente vou conseguir acordar às 05h da manhã todos os dias – esse sim é o verdadeiro desafio.

    E pra quem se animou também, segue abaixo a playlist que eu montei pra manter o gás durante todo o exercício. Bora praticar?

    1. You Make Me Feel… – Cobra Starship
    2. Titanium – David Guetta & Usher
    3. Good Feeling – Flo Rida
    4. Wild Ones – Flo Rida & Sia
    5. Starships – Nicki Minaj (ótima para as subidas!)
    6. Give Me Everything – Pitbull & Ne-yo
    7. We Found Love – Rihanna & Calvin Harris
    8. Drive By – Train
    9. Chasing The Sun – The Wanted
    10. So What – Pink (para dar aquele ânimo no final!)

    Lição do dia: a lição da semana é não ficar parado!

      O furacão voltou.

      Sim, namorido voltou. Depois de duas semanas, pudemos matar as saudades e viver um sábado perfeito de lua de mel. Abraços apertados, filme juntos e palavras de eterno amor.
      E veio o domingo da realidade.
      Aí ele me tirou da cama antes das 8h falando que eu estava gordinha demais pra ficar dormindo. Me obrigou a ir ao parque e me censurou porque eu comi um lanche depois da corrida (o que eu podia fazer? Exercícios me deixam com fome).
      Então, chegando em casa pude ver o que saiu de uma mala de duas semanas de viagem. Era uma montanha de roupa suja que estou com dó da minha ajudante. Espero que ela saiba nadar nas espumas do sabão em pó sem fim.
      Andando pela casa pude encontrar balas de menta, sacolas com chocolate, comprovantes de cartão de crédito e meias espalhadas por todos os lugares. Uma multidão de polvos de meia passou por ali sujando tudo. Com certeza é isso que a nossa ajudante vai pensar hoje.
      E nesse drama de ter que escolher onde me aventurar primeiro, namorido resolveu fazer o almoço. Eu acredito que ele tem certeza que eu sou a mistura do Guinho com o Louro José – “abre essa lata, pega o arroz, onde ficam as xícaras?” – isso porque esses dois ajudantes não são tão explorados assim. E eu, inocentemente, falei que iria arrumar a bagunça dele depois.
      Almoçamos um strogonoff de carne com arroz incrível. Ele realmente tem o talento da cozinha combinado com o dom da devastação. Meu Tico e Teco ficaram tão confusos por onde começar a limpar a louça que eu simplesmente coloquei tudo na pia e fechei a porta da cozinha. Problema resolvido.
      É. Minha vida voltou ao normal 🙂

       

       Lição do dia: mesmo em meio a bagunça, fundamental é mesmo o amor. É impossível ser feliz sozinho.