O Bailinho da Caubi

 

Dia 16 de fevereiro foi meu aniversário ~ sim, fiquei um ano mais velha e agora estou no auge da maturidade dos 32 anos #sqn hahahaha ~ e este ano resolvi emendar a comemoração com o Carnaval. Como foi tudo na mesma semana, aproveitei a oportunidade da família reunida no sítio do interior para celebrar com todos que estavam ali.

E a organização da festa ficou por conta da Carol, da @luovidee. Desde o momento que comentamos sobre a minha festa de aniversário, ela abraçou a ideia e decidiu fazer um tema surpresa! Sim, eu não sabia de nada até a data do evento. Imagina a curiosidade?
Como nos conhecemos há muito tempo, eu estava bem tranquila porque a Carol conhece muito bem meus gostos e meu estilo… mas será que ela iria acertar nos detalhes?

Com a paleta de cores azul (marinho e celeste), lilás, rosé e branco, a Carol se inspirou nos blocos de Carnaval, bailes de salão, luzes e uma mistura de estilos para compor a mesa. Outra inspiração da Carol foi a mini Caubi, de alguns outros Carnavais atrás.

Logo na parede, era possível encontrar frases de marchinhas de Carnaval escritas em pratinhos de festa, dando um toque super colorido e alegre à festa.

Ao centro, ficava o bolo e em volta dele, muita luz com abacaxi e flamingo iluminados além de um unicórnio super fofo e flores espalhadas dentro de vasinhos e caixotes com frases de músicas de Carnaval.

Com a estrela luminosa azul, as madeleines entraram em cena com confeitos no mesmo tom.

E como estávamos no ambiente ‘rural’ do sítio, a Carol customizou, carnavalizou e “caubilizou” vacas, bois, cabras e bodes e os animais foram para um baile à fantasia com diversas estampas, dando muita cor ao ambiente entre serpentinas, brigadeiros e um globo de discoteca feito com lantejoulas.

E inspirada nos trios elétricos de Carnaval, a Carol criou o “flamingos elétricos” com uma pipoca feita de flamingos cantando e dançando atrás do trio. Tudo isso iluminado por um sorvete gigante ao lado de uma estação de brigadeiros.

O bolo ficou por conta da minha mãe, que fez o seu famoso bolo de cenoura com brigadeiro (a receita você encontra aqui) e resolvemos cobrí-lo com confeitos coloridos representando confetes de Carnaval. Aquele toque de cor para alegrar a mesa e entrar no clima de folia.

E aqui aquela foto especial com o balão do tema Bailinho e a mini Caubi, a boneca de feltro feita especialmente pra mim ~ e confeccionada pela Carol ~ inspirada em uma fantasia de Carnaval que eu usei na minha infância.

E aí, o que achou deste Carnaval?
Que a gente possa levar esse clima para o resto do ano né? 🙂

    A torta de flores da Bru

     

    Semana passada comemoramos por aqui os cinco anos de existência do blog cheio de amigos, alegria, boas vibrações e muita comida boa! Desafiei os convidados da festa a trazer uma receita que seria a especialidade de cada um – poderia ser doce ou salgado – e o resultado foi surpreendente! Todo mundo inovou e caprichou nos pratos… tudo feito com muito carinho.

    Em um cantinho da festa deixamos separados três potinhos para que os convidados pudessem votar e escolher qual seria a melhor receita salgada, a melhor receita doce e a melhor receita da festa. E, depois de uma disputa super apertada, a melhor receita eleita foi a torta de flores da Bru Calderon, que fez uma obra de arte para os olhos e para o coração. E é claro que eu não poderia deixar de pedir pra postar aqui. Veja como fazer esta sobremesa linda; o resultado vai deixar seus convidados maravilhados, confira.

    Ingredientes:
    2 xícaras de trigo
    1 colher de sopa de açúcar
    100 gramas de manteiga sem sal
    1 ovo
    2 colheres de sopa de leite
    Sal
    1 caixinha de morangos
    1 potinho de iogurte grego sabor frutas vermelhas
    1 potinho de iogurte grego sabor tradicional
    50 g de creme de leite
    1/2 colher de mel
    Flores comestíveis

    Modo de fazer:
    Misture o trigo com o açúcar e uma pitadinha de sal. Adicione a manteiga cortada em cubinhos, o ovo e o leite. Misture tudo muito bem até que tenha formado uma massa homogênea.

    Abra a massa em uma forma com fundo removível e vá apertando bem para que preencha toda a forma. Fure a massa com um garfo e leve ao forno pré aquecido a 220º por aproximadamente 30 minutos, ou até que esteja dourada.

    Enquanto isso, prepare o recheio. Misture os iogurtes com o creme de leite, o mel e misture bem para dar consistência.

    Quando sua massa estiver pronta, retire do forno, deixe esfriar e despeje o recheio pela torta toda.

    Agora é só usar a criatividade enfeitando sua torta com o que você tiver disponível, morangos, cerejas, mirtilos, flores, enfim, fique a vontade para criar sua própria decoração!

    Leve à geladeira para endurecer e pronto!

    Dica da Bru: “Essa é uma opção rápida e prática para preparar uma sobremesa especial quando não se tem muito tempo! Abuse das frutas e flores para decoração ficar especial! Eu utilizei pétalas de Amor Perfeito, mas você pode utilizar também flores de mel ou flores de manjericão, todas essas são mais fáceis de achar em lojas especializadas em plantas, que vendem adubo, arvores e flores!”

    E aí, o que acharam desta receita?
    Tem como não amar? 🙂

      5 anos de blog!

       

      E neste final de semana, foi a comemoração de CINCO ANOS (nossa, como está passando rápido!!) da Casa da Caubi. Quando escrevi o primeiro post em 25 de maio de 2012 jamais imaginei que chegaria até aqui. Não fiz planos nenhum para o blog: ele foi simplesmente acontecendo.

      Para quem não conhece exatamente como surgiu a Casa da Caubi, aqui vai um breve histórico. A data do primeiro post coincidiu com a primeira noite que passei fora da casa dos meus pais, o dia que saí de casa para morar com o meu namorado da época. Alguns meses depois, o relacionamento não deu certo e tomei a decisão de continuar morando no mesmo apartamento, sozinha.
      Foram meses realmente muito difíceis…. se eu não tivesse todo o apoio da família e de amigos ~ nessas horas a gente descobre quem são eles ~ não sei se teria conseguido superar. E, como válvula de escape, comecei a escrever sobre toda aquela mistura de sentimentos e a publicar no blog como se fosse um diário. Naquele momento, descobri que não estava sozinha: todo mundo já sofreu de amor nessa vida e de alguma forma conseguiu superar.

      E quanto mais eu escrevia, mais amor eu recebia, muitas vezes de pessoas que nunca tive contato além do mundo virtual. Tudo isso me fortaleceu bastante até que consegui mudar de apartamento, começar do zero e a escrever a minha própria história, com a minha identidade e personalidade.

      Ao longo desses anos aprendi a lavar, passar, cozinhar, decorar, trocar lâmpada, fotografar e muito mais coisas que jamais acreditei que pudesse ser capaz. Em cinco anos conheci me tornei uma nova pessoa e aprendi a ser eu mesma. E a vida só me recompensou: o blog foi caminhando com seus próprios pés e as pessoas começaram a saber de verdade quem é a Caubi.

      Ganhei pessoas maravilhosas. Conheci lugares incríveis. Comi pratos surreais. E agradeci a Deus. Todos os dias. Porque a vida tem mesmo dessas coisas… a gente demora muito tempo para entender que quando a gente perde, a gente ganha muito mais. E que se eu tivesse seguido por outro caminho, não teria conquistado tudo o que tenho hoje. AMOR. Família, amigos, seguidores.

      Hoje só tenho uma certeza na vida: o universo devolve pra gente tudo o que entregamos a ele. E a Casa da Caubi foi a resposta para todas as minhas perguntas.

      Pude compartilhar com algumas pessoas super queridas. Veja um pouquinho dessa festa, que foi puro amor.

      Os convidados foram ‘desafiados’ a levar receitas feitas por eles mesmos, para que todos nós pudéssemos provar e eleger a melhor receita da festa! Todo mundo se empenhou demais e só tinha delícias!

      E a Bru levou o prêmio de melhor receita da festa (em breve vou mostrar o prato e o passo a passo por aqui…)!! Não percam, a receita dela esta simplesmente incrível 🙂

      Que venham mais 5, 10, 15…. muitos e muitos anos de vida.
      Aqui, continuarei espalhando o amor. Ontem, hoje e sempre <3

        Fralda, doces e chá de bebê

         

        Pra quem acompanha o blog, sabe que o Peu vai ser pai em breve! (a Mi, esposa dele já está com 8 meses de gestação) e, pra comemorar esse tão esperado bebê, a turma do blog se reuniu esse final de semana e fez um chá de fraldas surpresa para o Lucca!

        Combinamos uma pizza na casa da San e, sem contar nada pro Peu e pra Mi, nos organizamos e fizemos a decoração e os docinhos. Estava tudo bem simples, mas muito lindo! As cores principais da decoração foram o branco e azul com ursinhos e um uniforme do Corinthians ~ claro que mesmo antes de nascer ele já sabe que vai ser do timão rsrsrs.

        A San fez o bolo de fralda e em breve iremos postar por aqui como fazer… é super fácil e fica muito legal para colocar na mesa do chá ao lado dos docinhos ou do bolo de verdade. As letras da palavra ‘Lucca’ foram compradas em uma loja de artesanato e a San pintou no tom de azul da decoração.

        Eu fiz a lousa com algumas bandeirinhas pra dar um toque de ‘scrapbook’ à mesa e o resultado foi esse aqui:

        IMG_8249

        IMG_8257

        IMG_8265

        A San fez cupcake de banana com cobertura de doce de leite e beijinho de coco pra comer na colher.

        IMG_8268

        IMG_8259

        IMG_8535

        E aí, o que você achou?
        Quando a gente coloca amor naquilo que a gente faz, sempre fica mais bonito 🙂

          Dîner en Blanc, São Paulo

           

          Neste final de semana aconteceu em São Paulo a primeira edição do Dîner en Blanc, que foi criado há 25 anos em Paris e atualmente é super tradicional em diversas cidades do mundo. O conceito é o mesmo em todos os lugares: reunir pessoas em um espaço ao ar livre vestidas elegantemente de branco para confraternizar e compartilhar bons momentos com os seus convidados.

          Tudo no evento foi surpreendente, começando pelo lugar. Nenhum dos convidados sabia onde era o local da festa: todos se reuniram em pontos de encontro espalhados pela cidade e chegamos de ônibus até o Parque Burle Marx na região do Morumbi, zona sul com o espaço reservado.

          Mesas, cadeiras, louças, balões e acessórios: tudo branco. O evento reuniu cerca de mil pessoas em uma noite super agradável acompanhada por vinho, champanhe e música ao vivo.

          SONY DSC

          SONY DSC

          Em um dos espaços, havia a cozinha da Brastemp Vitreous toda equipada e preparada para receber os convidados. Quem marcou presença também foi a máquina de bebibas B.Blend, na versão branca combinando com os demais itens do ambiente.

          SONY DSC

          E quem estava no comando desta cozinha era o chef Felipe Bronze, que preparou pratos super especiais e personalizados para o Dîner en Blanc.

          IMG_3677

          Quem também estava por lá era o chef Olivier Anquier, que trouxe o cardápio de uma das cestas do piquenique para os convidados…

          IMG_3678

          … e foi a que a gente escolheu: uma seleção de pães artesanais, baguetes, croissants e queijos. Nem preciso falar que está uma delícia né?

          IMG_3635

          E entre as surpresas acendemos velas brilhantes, para celebrar a noite. Foi lindo, incrível e muito diferente de tudo o que já tínhamos visto. Muito amor envolvido em um evento no último dia do verão deste ano 🙂

          IMG_3670

          IMG_3649