Macarrão com linguiça do Jamie Oliver

 

E para continuar com as receitas especiais para comemorar o dia dos namorados, a San testou e o marido (eterno namorado né?) aprovou: macarrão de forno com linguiça, especial do Jamie Oliver. Uma ótima pedida para o final de semana e para esquentar o coração, veja o passo a passo para testar por aí:

Ingredientes:
3 dentes de alho
50g de queijo Cheddar
50g de pão amanhecido
2 colheres de sopa de orégano seco
Azeite
4 linguiças
Pimenta chilli desidratada
3 latas (de 400g) de tomate sem pele
400g de macarrão tipo rigatoni

Modo de fazer:
Pré-aqueça o forno a 200 graus.

Pique o alho em pedaços pequenos, rale o queijo e triture o pão (no liquidificador ou processador de alimentos). Em uma tigela, misture 1 alho picado, queijo, pão, orégano, sal e pimenta do reino, depois acrescente um pouco de azeite e misture novamente.

Tire a pele da linguiça, corte em 4 pedaços e faça bolas, como se fosse almôndegas, coloque em uma assadeira com um pouco de azeite e asse no forno por  10 min ou até cozinhar e começar a ficar corada.

Em uma panela, frite os outros 2 dentes se alho, depois junte, o restante do orégano e a pimenta chilli, acrescente os tomates, depois que começar a ferver, tempere com sal e pimenta, diminua o fogo de deixe cozinhar por 10 minutos.

Cozinhe o macarrão de acordo com as instruções da embalagem, parando o cozimento uns 2 minutos antes do tempo indicado.

Misture o macarrão, molho e as linguiças na assadeira e coloque a mistura de queijo e pão por cima, asse por mais 15 minutos ou até ficar dourado. E está pronto para servir.

E aí, o que achou desta sugestão para esquentar seu dia dos namorados?
Conta aqui 🙂

    Uma mesa para o dia dos namorados

     

    O tão aguardado dia dos namorados está chegando e desta vez decidi compartilhar por aqui algumas inspirações para receber a pessoa amada e celebrar o amor nesta data especial.

    Para organizar um jantar ou qualquer refeição em casa, em primeiro lugar sempre penso no conjunto da mesa e receita. Quais são as cores dos pratos que irei servir e como eles combinariam com o ambiente da mesa posta.
    E com a receita na cabeça, começo a organizar a mesa: toalha e/ou jogos americanos, pratos, guardanapos, copos e/ou taças, talheres e outros acessórios como flores, tábuas, temperos.

    Desta vez a receita escolhida foi macarrão com salmão (tem os detalhes dessa receita um pouquinho mais embaixo). Como é uma comida com tons mais claros, segui por este caminho e acabei encontrando peças em casa com as cores ‘candy color’ que são tonalidades suaves e em tons pastéis.

    A toalha é da @lojinhadacaubi e foi o ponto inicial da mesa. A partir da cor da toalha pude escolher os pratos, talheres e assim por diante.  Como eu moro sozinha, não tenho conjuntos de pratos iguais: por aqui, são todos diferentes – o que torna as mesas ainda mais coloridas e personalizadas. Para combinar com a toalha, escolhi o verde água e o coral para os pratos fundos e apoiados em pratos rasos branco e cinza.

    Os guardanapos em tons de lilás mais escuro deram um super contraste mas sem sair da paleta de cores da toalha. E os talheres perolados ficaram destacados nos tons escuros do guardanapo. Para continuar o contraste, também optei por astromélias em dois tons de rosa dentro de garrafas antigas: retrô e romântico ao mesmo tempo.

    As velas deram o toque intimista à mesa: mesmo com a luz acesa da casa, formou-se um ponto de luz no centro da mesa cercada por taças rosas para água e em cristal para servir o vinho tinto. Falando em vinho, separei um mini bowl em formato de coração e coloquei várias rolhas para deixar tudo ainda mais romântico.

    E essa ideia de personalizar a garrafa de vinho veio na hora: normalmente quando o vinho é servido à mesa em restaurantes, coloca-se um guardanapo para que as gotas de vinho não sujem a toalha. Escolhi um guardanapo lilás, dobrei grosseiramente, enrolei na garrafa e dei um nó. Simples e prático. E o charme veio com o porta guardanapo em formato de coração… afinal, é dia de celebrar o amor né?

    E esta foi a receita servida: macarrão com salmão defumado temperado com limão siciliano, manjericão e pimenta rosa. Se você ficou com vontade, veja o passo a passo completo clicando aqui.

    Uma receita simples mas sofisticada, como a data pede. Os tons da receita também foram harmonizados à mesa posta para ficar agradável aos olhos, ao apetite e ao coração.

    E aí, o que achou desta sugestão para impressionar no dia dos namorados?
    Conta aqui 🙂

      Amor.

      Ele tem 92 anos e ela, 93. Sylvio e Luisa são namorados há 73 anos e melhor do que conto de fadas, a história deles é real.

      Se conheceram ainda jovens e com apenas seis meses de namoro ficaram noivos. Um ano depois se casaram. E depois de cinco filhos, nove netos e catorze bisnetos são a base e o exemplo da família que construíram.

      Exemplo de amor, cumplicidade e paciência. Eles são do tempo em que não se acreditava em divórcio. Acreditava-se em persistência e união para superar qualquer problema e dificuldade. E são a prova de que o amor venceu. E por incrível que pareça, sempre vence. Juntos superaram crises econômicas, financeiras. Mudaram de casa, cidade, emprego. Superaram doenças físicas como câncer, aneurisma, cegueira e parkison. Superaram a diferença de religião – ele espírita, ela católica – e também superaram a perda da filha, os problemas dos outros filhos e agora ajudam com os netos e bisnetos.

      Hoje, ela tem muitas dificuldades para ouvir e enxergar e ele já não se sustenta em pé sozinho. E isso nunca foi desculpa para os fortes, que vivem juntos em harmonia, em felicidade e se cuidam e se precisam e se amam.

      Ela diz que o adora e ele simplesmente não sabe viver sem ela. E a fé de que este amor é eterno os mantém cada dia e cada minuto ainda mais unidos.

      Eles são a minha crença e a minha certeza de que o amor existe, em sua forma mais pura, inocente e verdadeira. Sem esperar nada em troca. E mesmo com tantas decepções e dores no mundo, eles me mostram que ainda há razões para acreditar: sim, o amor é possível. Este sentimento existe!

      E aquelas fábulas que encontramos por aí, de casais que envelhecem juntos, afinal existe. Este milagre aconteceu aqui, na minha família e sou sortuda demais por presenciar um fato como esse, cada vez mais raro nessa vida. Me orgulho em fazer parte da história dos meus avós. Meu milagre e minha verdade.

       SONY DSC