Amor.

Ele tem 92 anos e ela, 93. Sylvio e Luisa são namorados há 73 anos e melhor do que conto de fadas, a história deles é real.

Se conheceram ainda jovens e com apenas seis meses de namoro ficaram noivos. Um ano depois se casaram. E depois de cinco filhos, nove netos e catorze bisnetos são a base e o exemplo da família que construíram.

Exemplo de amor, cumplicidade e paciência. Eles são do tempo em que não se acreditava em divórcio. Acreditava-se em persistência e união para superar qualquer problema e dificuldade. E são a prova de que o amor venceu. E por incrível que pareça, sempre vence. Juntos superaram crises econômicas, financeiras. Mudaram de casa, cidade, emprego. Superaram doenças físicas como câncer, aneurisma, cegueira e parkison. Superaram a diferença de religião – ele espírita, ela católica – e também superaram a perda da filha, os problemas dos outros filhos e agora ajudam com os netos e bisnetos.

Hoje, ela tem muitas dificuldades para ouvir e enxergar e ele já não se sustenta em pé sozinho. E isso nunca foi desculpa para os fortes, que vivem juntos em harmonia, em felicidade e se cuidam e se precisam e se amam.

Ela diz que o adora e ele simplesmente não sabe viver sem ela. E a fé de que este amor é eterno os mantém cada dia e cada minuto ainda mais unidos.

Eles são a minha crença e a minha certeza de que o amor existe, em sua forma mais pura, inocente e verdadeira. Sem esperar nada em troca. E mesmo com tantas decepções e dores no mundo, eles me mostram que ainda há razões para acreditar: sim, o amor é possível. Este sentimento existe!

E aquelas fábulas que encontramos por aí, de casais que envelhecem juntos, afinal existe. Este milagre aconteceu aqui, na minha família e sou sortuda demais por presenciar um fato como esse, cada vez mais raro nessa vida. Me orgulho em fazer parte da história dos meus avós. Meu milagre e minha verdade.

 SONY DSC

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    12 thoughts on “Amor.

    1. Maria Helena Goulart

      Texto maravilhoso…emocionante…retrata uma estória real, que pensamos que não existe mais nos dias de hoje…isso é simplesmente o Amor…

      [Reply]

      caubi Reply:

      Pois é… quando a gente acha que está tudo perdido, nos encontramos com uma história dessa.
      A vida tem essas surpresas e mais um motivo para acreditarmos!

      [Reply]

    2. Karen

      Aii que lindoo!!! Fiquei emocionada!!!

      Vamos acreditar que sim… o Amor existe! Sem pressa… visando algo real, vamos encontrar e vivenciar uma história linda quanto à desses pombinhos 😉
      E se não for real… não vale a pena! Então, o melhor é esperar pelo momento certo!

      Um ótimo dia 🙂

      [Reply]

      caubi Reply:

      Um ótimo dia para todos nós… com essa lição de amor e esperança.
      O amor está por aí: é só acreditar!

      [Reply]

    3. Angélica

      Adorei e também fiquei emocionada, essa história real nos faz refletir e amadurecer para vencer as barreiras e deixar o Amor prevalecer diante a qualquer dificuldade, parabéns, maravilhoso, um grande beijo.

      [Reply]

      caubi Reply:

      Obrigada! São casos assim que nos fazem acreditar no amor e na fé de um mundo melhor.
      Bjoosss

      [Reply]

    4. Carol Elia Gloria

      Parabéns pela história dos seus avós! Juntos superando as batalhas da vida!

      Bom seria se não precisássemos dar parabéns por casais que permanecem juntos por toda a vida, mas…na sociedade de hoje tudo se torna substituível e é mais fácil desistir do que lutar para dar certo.

      Caubi, prefiro a realidade da sua história! Uma união para a vida toda! Que a minha história seja assim também…rs

      Bjos

      [Reply]

      caubi Reply:

      Oi Carol! Eu tenho nessa história um exemplo pra mim.
      Espero algum dia encontrar alguém para escrever algo duradouro e eterno…. infelizmente temos poucos exemplos em nosso cotidiano, mas são esses “poucos” que nos fazem acreditar que o amor ainda existe!

      Obrigada pela visita.
      Bjos,

      [Reply]

    5. maria jose

      acho que faço parte desse encontro. uma historia que tenho o prazer de compartilhar. Ahhhh sei lá! o amor não se explica, se dedica, se vive, se sente … pulsa! ou ama ou não ama. simples assim. Simplesmente amor… um brinde!!!

      [Reply]

      caubi Reply:

      Um brinde a um caso raro que pouco vemos em nosso dia-a-dia.
      Muito feliz em poder compartilhar esta história 🙂
      Bjoosss

      [Reply]

    6. Cléo Goulart

      Eu manifestei meus sentimentos sobre esse texto á você ,por outras vias , mas ………. hoje relendo o seu Blog senti vontade de novamente me expressar. Fiquei muito emocionada , seu texto é maravilhoso ,você escreve com o coração e retrata verdadeiramente o AMOR , amor respeito ,dedicação , generosidade,compromisso e sobretudo paciência . E Graças a Deus nós fazemos parte desse Amor .E todas ás vezes que leio seu texto não consigo conter as lágrimas .
      Mais uma vez Parabéns . Beijos Miiiiiiiil te amo .Má

      [Reply]

      caubi Reply:

      Muito obrigada! Esse texto veio realmente em um momento de inspiração. Conhecer profundamente numa história como essa nos faz acreditar mais no amor e na humanidade.
      Obrigada pelo carinho de sempre 🙂
      Bjooss

      [Reply]

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *