10 dicas do Dr. Tira Mancha

 

Quando eu saí da casa dos meus pais, não sabia nem onde ficava o botão para ligar uma máquina de lavar roupa. Ao longo dos anos – e muitas roupas danificadas depois – aprendi que não se mistura roupa branca com colorida, roupa delicada se lava na mão e que calça jeans demora muito tempo para secar no varal.

Mesmo assim, sempre aparecem algumas dúvidas que a gente só resolve procurando na internet ou ligando para a mãe. Pensando nisso, a LG e o Dr. Tira Manchas listaram 10 dicas para conservar melhor as roupas, minimizar os danos aos tecidos durante o processo de lavagem e fazer com que as lavagens sejam mais econômicas. Afinal, se a gente lavar a roupa direitinho, economizamos tempo, energia e produtos de limpeza né?

Confira as dicas abaixo:

  1. Sempre confira as instruções de lavagem presente nas etiquetas das peças. As orientações de fábrica são fundamentais para a conservação do tecido;
  1. Antes de lavar as roupas é preciso separá-las por cores, isso porque durante a lavagem uma pequena parte das fibras que compõe os fios acaba se soltando fazendo com que algumas fibras se dispersem e outras peças fiquem com um aspecto envelhecido ou manchado. Evite também misturar roupas de uso pessoal com itens de uso doméstico, como panos de cozinha e toalhas, por exemplo;
  1. É natural que zíperes e apliques metálicos danifiquem outros tecidos. Peças que contenham esse tipo de adereço devem ser lavadas separadamente ou com outros tecidos que não sejam tão delicados;
  1. É comum as pessoas pensarem que quanto mais espuma, mais bem lavada uma peça está, porém, para que tenhamos uma boa lavagem são necessários vários fatores que combinados entre si, geram uma boa limpeza. A composição da fibra do tecido, a cor, o tempo de lavagem, o tipo de produto químico que age sobre ele, a temperatura da água, entre outros, é o que realmente vai dizer sobre a efetividade da lavagem;
  1. Nunca coloque sobre a sua peça produtos químicos concentrados, pois muitas vezes estes produtos danificam o corante da peça deixando-a manchada ou esbranquiçada. Para que isto não aconteça é recomendado que primeiramente o produto seja diluído em água;
  1. Alguns tecidos, como malhas, por exemplo, podem esgarçar quando lavadas e pendurados no varal. Nestes casos, é recomendado que a peça seja seca na secadora ou estendida na horizontal;
  1. Para limpar manchas de óleo, uma das mais comuns nas roupas, basta colocar a peça sobre um lugar limpo e aplicar a mistura de duas colheres de sopa de lustra móveis e uma colher de detergente incolor (é necessário que o detergente seja incolor), sobre a mancha do óleo, aguardar agir por cerca de um minuto, esfregar o local e em seguida fazer o enxágue. Após esse procedimento, deve-se lavar a peça normalmente;
  1. É muito comum crianças voltarem de passeios com a roupa suja de barro. Para remover essa mancha, é recomendado fazer uma mistura de duas colheres de sopa de limpa vidros, com duas colheres de produtos para limpeza pesada e uma colher de lustra móvel e aplicar sobre o barro. Deixar agir cerca de dois minutos, esfregar cuidadosamente e enxaguar a peça para retirar todo o produto. Vale reaplicar a mesma mistura e repetir o procedimento caso a mancha persista em ficar. A partir daí, seguir com a lavagem normal do tecido;
  1. As lavadoras front load – máquinas com abertura frontal – que contam com sistema de tombamento, são mais eficientes do que as top load – com abertura superior -, que contam com sistema de agitação. Isso porque no movimento de agitação a roupa é movimentada para frente e para trás, através do agitador. Esse atrito provoca formação de bolinhas’ sobre a superfície do tecido, e posteriormente furos e rasgos. Já no movimento de tombamento, a peça é puxada para cima e desce com o movimento da queda, simulando o movimento das mãos. Dessa forma, o sistema front load obtém melhor desempenho na lavagem, uma vez que a quantidade de sabão continuará sendo a indicada pelos fabricantes, só que ao invés de ser diluída em um tambor cheio de água, a lavagem será mais concentrada. O resultado é maior capacidade de remoção da sujeira, lavando melhor e mantendo a conservação do tecido;
  1. Na transpiração liberamos sal e gordura nos tecidos. O sal do nosso suor, o pólen e a poeira suspensos no ar, são facilmente removidos pela água, porém, a gordura é insolúvel na água e não sai apenas com a ação da água. Para removê-la devemos utilizar o sabão. No entanto só o sabão e água por si, não podem eliminar toda a sujidade da peça. É preciso promover a agitação da água e criar o movimento de esfregar, assim é possível limpar de forma eficiente.

IMG_8076

E aí, o que achou da dicas?
Tem algum truque diferente para lavar a roupa? Conta aqui 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, acabou de chegar aos 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *