Transformando a parede meu quarto

Começamos o dia por aqui com uma super mudança na minha casa, transformando a parede do meu quarto. Desta vez quis fazer algo diferente por aqui e optei por colocar um papel de parede diferente na parede da cama.

Então, dá só uma olhada no ANTES:

Antes da transformação
Como meu quarto era antes
O antes do meu quarto

Primeiramente, escolhi o fornecedor do papel de parede. A empresa Estúdio Toque de Cor já havia feito o revestimento da minha lavanderia, então já era uma empresa conhecida, confiável e que, além disso, já conhecia o meu gosto rsrsrs…

Transformando a parede meu quarto

Eu queria algo que fosse fora do comum, alegre e ao mesmo tempo delicado para que eu não pudesse enjoar da estampa ao longo do tempo. Ou seja, não era uma tarefa fácil fazer a escolha perfeita.

E, mesmo assim, conseguimos chegar a um resultado surpreendente! O quarto ficou super diferente e muito feliz. Além disso, ficou com um clima super aconchegante. Fiquei muito feliz com a escolha e este primeiro passo da mudança que vou implementar no meu quarto foi a base para os detalhes que virão a seguir.

E agora, preparados para o DEPOIS? Vem conferir:

Papel de parede floral
Depois da parede do quarto
Transformando a parede meu quarto
Transformando a parede meu quarto
Transformando a parede meu quarto

Este é só o começo. Em breve compartilho os detalhes das paredes e alguns outros itens que estou pensando em decorar por aqui. Afinal, porque temos que seguir um padrão de decoração não é mesmo?

Eu amo misturar cores, texturas e estilos então acho que este papel de parede super colorido combinou com as minhas mesinhas de cabeceira que são da cor lilás e com as cores e tons da roupa de cama. O edredon é cinza, com almofadas em tons de rosa e azul: ou seja, todas as cores que compõem as flores do papel de parede. Um verdadeiro charme, né?

E então, o que achou do resultado? Conta aqui 🙂
E acompanhe os próximos passos… em breve tem mais novidade por aqui!

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *