Bolo de cenoura recheado com brigadeiro

 

Aqui a semana começa SEM regime. Com muita gordice, brigadeiro e cobertura de chocolate… que tal testar esta receita de uma nova versão do tradicional bolo de cenoura? Eu e minha mãe fizemos esta receita ontem e foi um sucesso total. Simples de fazer, vai deixar o seu dia muito mais feliz e doce. Veja como fazer.

Ingredientes:
3 cenouras médias descascadas
3 ovos
¾ de xícara de óleo vegetal
1 e ½ xícara de farinha de trigo peneirada
½ xícara de Maizena
1 ½ xícaras de açúcar
15g de fermento químico
1 lata de leite condensado
1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de chocolate em pó
100g de creme de leite
500g de chocolate meio amargo picado
2 colheres de sopa de margarina

Modo de fazer:
Bater no liquidificador a cenoura, os ovos e o óleo.

Em uma tigela, juntar a farinha de trigo peneirada, a Maizena, 1 ½ de xícara de açúcar e o fermento. Misturar.

Juntar a mistura do liquidificador nos secos e misturar.

Dispor em uma forma quadrada untada e enfarinhada e levar ao forno preaquecido a 180 graus por 45 minutos.

Em uma panela, dispor o leite condensado e levar ao fogo baixo.

Juntar a manteiga e quando a manteiga derreter juntar o chocolate em pó.

Mexer em fogo baixo até começar a desgrudar da panela.

Juntar o creme de leite e seguir mexendo em fogo baixo até começar a soltar na panela novamente. Reservar.

Cortar o bolo, já frio, em fatias quadradas, cortar as fatias ao meio ~ usamos faca de cortar pão ~ e, rechear com o brigadeiro. Reservar.

Derreter o chocolate com a margarina em banho maria.

Banhar com chocolate as fatias de bolo e dispor em uma forma coberta com papel manteiga. Reservar na geladeira por 40 minutos ou até que o chocolate fique durinho e servir.

E aí, o que achou desta receita?
Conta aqui 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, acabou de chegar aos 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *