Dá certo fazer bolo na airfryer?

Receita nova e mesa posta delícia

Você acha que dá certo fazer bolo na airfryer? Testei pela primeira vez uma receita de bolo de chocolate na airfyer! E, para comemorar, montei uma mesa caprichada ao ar livre com café e a natureza ao fundo.

Aproveitando as férias no sítio, caprichei na decoração. Toalha xadrez, flores, café fresquinho, plantas e muitas cores. Ou seja, tudo para montar aquela combinação perfeita com um bolo de chocolate. Além disso, também preparei uma cobertura de brigadeiro para deixar a receita ainda mais irresistível e deliciosa.

Vem conferir essa nova receita e me conta se você já testou algo diferente na airfryer.

Mesa posta de café com bolo de chocolate

Dá certo fazer bolo na airfryer?

E então, dá certo fazer bolo na airfryer? Vem conferir o passo a passo desta receita:

Bolo de chocolate
Ingredientes:
1 ovo
1/2 de xícara de chá de leite
1/8 de xícara de chá de óleo
3/4 de xícara de chá de açúcar
3/4 de xícara de chá de farinha de trigo
1 colher de sopa de chocolate em pó
1/2 colher de sopa de fermento em pó químico

Modo de fazer:
Primeiramente, misture em um bowl os ingredientes líquidos: o ovo, o leite e o óleo.

Em seguida, acrescente o açúcar, a farinha de trigo, o chocolate em pó e misture até formar uma massa homogênea. Então, acrescente o fermento e misture delicadamente.

Então, em uma forma untada com óleo ~ e que caiba na airfryer ~ despeje a massa e programe por 25 minutos a 180 graus.

Retire da airfryer, deixe esfriar por alguns minutos e desenforme. Enfim, está pronto para servir! Bom apetite!

Dá certo fazer bolo na airfryer?
Dá certo fazer bolo na airfryer?
Dá certo fazer bolo de chocolate na airfryer?

Aliás, se você quiser ver mais sobre o preparo do bolo e a montagem da mesa, vem pro Youtube da Caubi conferir:

E logo depois que assistir, me conta o que achou! 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *