Wrap de peito de peru com ricota e rúcula

Um lanche prático e rápido

Que somos fãs de receitas fáceis, a gente sabe né? E hoje tem uma receita deliciosa e super prática para fazer em casa. Que tal testar o wrap de peito de peru, ricota e rúcula por aí? Porque nem sempre a gente tem tempo para se alimentar bem, então esta sugestão é uma ótima pedida!

Wrap de peito de peru, ricota e rúcula

Essa receita fica deliciosa e pode ser servida tanto quente quanto fria, no estilo aperitivo. E vai bem como lanche no meio da manhã, aperitivo para um almoço rápido ou então perfeito para receber os amigos no happy hour em casa.

Além disso, é possível variar os recheios de acordo com a preferência de cada um. Vale acrescentar temperos, mudar os recheios e até mesmo criar novos sabores para variar o cardápio. Fica a gosto do freguês!

Porque não aproveitar essa receita e ir hoje mesmo para a cozinha testar essa delícia? Tenho certeza que você vai amar essa sugestão! Fica em casa e vai pra cozinha experimentar novas receitas. Certamente, o resultado vai te surpreender.

A receita de wrap de peito de peru com ricota e rúcula

Ingredientes:
6 pães folha ou sírios ~ eu usei por aqui Rap10
200 g de peito de peru fatiado
200 g de ricota esfarelada ou creme de ricota
Rúcula a gosto
Azeite, sal e pimenta a gosto para temperar

Modo de fazer:
Primeiramente, corte o peito de peru em pedaços e misture à ricota.

Em seguida, tempere com sal, pimenta e azeite a gosto. Então, coloque um pouco do recheio no centro de cada pão e complete com rúcula. Enrole os pães, apertando as pontas para dentro, formando um envelope.

Enfim, para facilitar o transporte, envolva cada wrap em papel-manteiga ou papel-alumínio. Para deixar mais bonito por aqui, eu enrolei em guardanapos e fitinhas de sisal. Ficou um charme!

E então, o que achou desta receita? Conta aqui 🙂

    Paulista de sotaque e raízes caipiras. Aquariana, corinthiana, administradora, eterna romântica e dona de casa amante de panos de prato, potinhos e canecas. Um pouco fotógrafa, aprendiz de escritora, cozinheira em evolução e sempre otimista. Dramática e criativa, atravessando os 30 com histórias [quase] normais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *
    *